Aquilo Que Aprendi Com Meu Pai, Meishu-Sama- Parte 2

Na adolescência, houve uma época em que eu tinha imensa vontade de ter uma máquina fotográfica. Porém, como tinha receio de falar, pensava: “Será que digo hoje ou deixo para amanhã?” Quando meu pai me levou para fazer compras, decidi pedir o aparelho, mas ele apenas respondeu: “Está bem, está bem.” Tempos depois, após eu insistir várias vezes, finalmente, ele comprou a referida máquina. Até hoje, lembro-me nitidamente da alegría que senti naquele momento.

Um filho

Reminiscências sobre Meishu-Sama vol. 3

65 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário