Amor à Humanidade é Amor à Vida

Frequentemente, a diferença de atitude religiosa entre as pessoas “Shojo” e as pessoas “Daijo” é que as primeiras tendem a pensar em termos de sua salvação individual, ao passo que as segundas se inclinam a pensar “igualmente” na salvação dos outros.

Regularmente, os indivíduos buscam apenas o próprio progresso e felicidade. Por mais elevadas que sejam as suas aspirações, essa atitude indica um indevido amor-próprio e não pode ser muito abençoada por Deus. O verdadeiro objectivo religioso inclui todos os homens. Quando nos esquecemos de nós mesmos e atentamos para as necessidades dos outros, vivemos verdadeiramente a nossa fé. Essa é a nossa salvação, pois não podemos ser realmente felizes quando há outras pessoas a sofrer.

Os indivíduos de tendência religiosa “Shojo” costumam ressentir-se com a mais leve observação ou crítica a eles dirigida. O seu ressentimento resulta em infelicidade para eles próprios e não agrada a Deus.

Devemos orar para que lhes seja mostrado o Caminho. Amar e ajudar um companheiro constitui verdadeira religião e verdadeiro amor à vida.

Por Meishu-Sama

Os Novos Tempos

214 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário