Equilíbrio e Moderação
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Tempos atrás, fiquei admirado ao ver um quadro de caligrafia do mestre Yamaoka Tesshu . Na parte de cima, estava caligrafada, em tamanho grande, a palavra hodó , que tem o sentido de “equilíbrio e moderação”. Abaixo, em tamanho menor, lia-se: “Tudo na vida se liga a essa palavra.” Isso ficou gravado de forma muito profunda em minha mente. Desde então, ao longo dos anos, em diversas ocasiões, sempre me lembro dessa caligrafia, o que me tem sido de grande valia.

Existem muitas máximas desde os tempos antigos, mas nenhuma me impressionou tanto quanto aquela. Apesar de ser apenas uma palavra, que força maravilhosa! Quando observamos as diversas situações ao nosso redor e tomamos essa palavra como referência, constatamos que ela se encaixa perfeitamente a tudo. Por exemplo, as pessoas tendem aos extremos: ou fazem em excesso ou não fazem o suficiente; em termos ideológicos, tendem para a direita ou para a esquerda; se têm dinheiro, tornam-se arrogantes; se não têm, sentem- se desmotivadas. Em muitos casos, parece que esta falta de equilíbrio é a causa do fracasso. A famosa advertência contida nos Analectos de Confúcio “busque o caminho do meio” e também as antigas expressões “seja moderado”, “o equilíbrio é sempre bom”, “respeite o limite”, são exemplos do que estamos falando. Em outras palavras, significa não exceder os limites das possibilidades.

Explicando do ponto de vista da nossa religião, quando se cruza o vertical e o horizontal, o shojo e o daijo, no ponto de interseção, ocorre a actuação de izunome. Em suma, isto também tem o sentido de hodô. Por conseguinte, antes de mais nada, o ser humano deve ter equilíbrio e moderação. Procedendo assim, é óbvio que tudo lhe correrá às mil maravilhas. Abençoada seja essa palavra!

8 de agosto de 1951

Alicerce do Paraíso vol.3 pág. 62

 

Notas:

61 Título anterior: “O que é limite”.
62 Yamaoka Tesshu: Tesshu (1836–1888) foi um famoso samurai, mestre da esgrima e da caligrafia. Alcançou a iluminação aos 45 anos enquanto meditava sentado ao estilo zazen.
63 Hodó: leitura fonética do ideograma ideograma japonês 程(hodo).

Leia também: