Victória João Malengue – Região Luanda Leste – JC Campo – Malanje/Angola

Chamo-me Victória João Malengue, sou missionária e dedico como responsável do Núcleo de Johrei Vila Matilde. Conheci a Igreja Messiânica em 2006, por intermédio de uma missionária da igreja.

Os motivos que levaram-me a conhecer a fé messiânica foram: Doença dos meus filhos, conflitos conjugais e familiares que culminaram em separação por 2 anos.

A experiência de fé que passo a relatar aos senhores está relacionada com o aprimoramento que tivemos com o responsável da região Luanda Leste, Ministro Artur Francisco Bembo, quando ele aprofundou na importância de cada membro entronizar o altar do lar.

Após a palestra, o Ministro convidou-nos a orar perante o altar para reassumirmos o compromisso com o Messias Meishu-Sama, objectivando ganharmos a permissão de materializar o donativo para o altar.

Depois de terminar a oração, exclamei, dentro de mim: “Meishu-Sama, como farei para ter os valores, se dependo somente do meu esposo!”. Dias depois, enquanto dormia, sonhei com o meu Avô que já se encontra no mundo espiritual. Este chamou-me e perguntou: “Não vai cumprir com a orientação que Meishu-Sama te deu? Este dinheiro que tens sobre a tua pasta, amanhã tens de leva-lo á igreja para fazer abertura e começar a cumprir com a orientação o mais rápido possível e assim acelerar o processo de nossa salvação aqui no mundo espiritual. Mas isso não pode ser pela metade, mas sim de acordo com o que vamos orientar.  Podes distribuir da seguinte maneira: 200 mil para o altar do lar e mais 70 mil para o Mitamaya; e ainda 50 mil para o donativo de ingresso na fé.”

Quando despertei, fui abrir a pasta e encontrei 50 dólares norte americanos numa altura que não ti há nada nem para dar de comer aos meus filhos. “Só pode ser milagre!”, pensei. Com aquele dinheiro fiz o donativo de abertura para receber o altar do lar.

Renasceu em mim o sentimento de gratidão e pude entender a mensagem vinda do mundo espiritual. Assim tomei a seguinte decisão: “Todo o donativo que chegar às minhas mãos tenho de materializar!”. Dessa forma fui recebendo graças inesperadas por parte do esposo e num período de 5 meses materializei por completo o donativo do altar do lar.

Com este sentimento de gratidão a Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados e de querer servir na Obra Divina, num período de três anos, o meu esposo concluiu o material de construção da nossa casa. É de salientar que há mais de vinte anos de convivência vivemos sempre numa casa feita de adobe e nunca ganhamos a permissão de iniciarmos com obra de caracter definitivo. Agradeci do fundo do meu coração ao Messias Meishu-Sama por todos os momentos passados na minha vida.

Dias depois, o meu esposo deslocou-se ao município de Kambundi Katembo, local aonde trabalha. Nesta altura lembrei da minha tarefa como responsável de Núcleo de Johrei e de quantas pessoas precisariam do meu amor, que estariam na nave aguardando por mim. Então pensei: “O que preciso fazer agora para levar o maior número de fiéis ao congresso da Rede Salvação na Sede Central da África? Assim, coloquei a orientação de aprofundarmos nas marchas de assistência religiosa com Johrei, vivência da flor, limpeza e abertura de hortas em prática. Comecei por visitar as casas dos fiéis.

Dez dias depois, o meu esposo ligou-me a dizer que viria uma viatura do município com alimentos para casa e uma quantia em dinheiro para demolição da casa velha e arrendar outra para ficar enquanto decorreriam as obras da nova residência. É de realçar que não entendi a grandiosidade dos milagres concedidos pelo Messias Meishu-Sama.

Num período de 120 dias foi construída a residência. Hoje vivo nela com toda a família, tudo graças ao cumprimento das orientações emanadas pelos nossos superiores, mesmo não entendendo.  Por permissão do Supremo Deus e do Messias Meishu-Sama, encaminhei 800 pessoas das quais 200 tornaram-se membros.

Aprendi que devemos ter nossa fé centralizada em Deus e no Messias Meishu-Sama. Faço o dízimo, o donativo de construção e diário. O meu compromisso é de aprofundar cada vez mais minha tarefa como responsável de Núcleo de Johrei em tornar muitos lares felizes.

Agradeço a Deus e ao Messias Meishu-Sama e aos meus antepassados por me terem encaminhado a este maravilhoso caminho de Salvação. Aos ministros responsáveis e a todos que directa ou indirectamente minha a todos os meus sinceros agradecimentos.

83 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário