Sofia Sanguela de Santiago Muxindo – JC Calomanda/Huambo – Angola

Chamo-me Sofia Sanguela de Santiago Muxindo, tenho 47 anos de idade, vivo no Bairro da Pire. Sou missionária e dedico como Responsável do Johrei Center da Calomanda.

Conheci a Igreja Messiânica Mundial de Angola no ano de 2007, por intermédio do meu esposo André Gonçalves Muxindo, a quem tenho profunda gratidão.

Os motivos que estiveram na base do meu encaminhamento foram doença, conflitos e miséria.

Padeci com problemas de batimentos acelerados do coração, criava-me fraqueza e falta de apetite. Para piorar, meu esposo e os filhos adoeciam muito. Isso fez com que tudo que ganhávamos fosse simplesmente para o tratamento, o que nos levava à pobreza. Nisto resultava também o conflito na família porque julgávamos que eles eram os causadores do nosso sofrimento. Todos esses sofrimentos duraram aproximadamente 8 anos.

Para solucionar os problemas, frequentamos hospitais e igrejas gastando avultadas somas em dinheiro, mas, sem obtermos resultados satisfatórios.

Foi nesse auge de sofrimento que meu esposo conheceu a igreja e posteriormente encaminhou a família.

Na igreja fui recebida pelo plantonista que me orientou as seguintes práticas básicas:

  • Receber 10 Johrei por dia,
  • Manter a flor de luz em casa,
  • Fazer orações,
  • Encaminhar pessoas na porta da igreja,
  • Assistir aos cultos todos os dias.

Cumpri com as orientações sem dificuldades. Depois de um mês, os meus filhos melhoraram. Esse facto me levou a ter mais confiança e depois de um ano a dor que sentia no peito também passou. Graças a Deus, hoje o meu salário é compatível com o meu custo de vida. Como gratidão, materializei o meu donativo de Outorga que se concretizou no ano de 2008.

A experiência de fé que passo a relatar aos senhores está relacionada com o donativo especial.

Mesmo depois de membro, comecei a notar um comportamento diferente do meu filho que, durante 12 anos, preferia fugir de casa e viver na rua. Ele chegava a ficar meses fora de casa! Situação esta que me deixava muitas vezes constrangida e às vezes dizia: ” Mesmo sendo membro e responsável, a situação do meu filho não melhora?” Mas os meus orientadores diziam: “Deixa o Messias Meishu-Sama actuar!”

Sempre que ele saía de casa, levava alguns pertences e na véspera do casamento da minha filha, notamos o desaparecimento do enxoval! Fiquei muito aborrecida e descobri que foi o meu filho quem havia tirado. Posteriormente ele confirmou o facto e que já tinha vendido o enxoval! Então pensei: “Tenho muita despesa para fazer! “. Comuniquei ao meu superior e este por sua vez orientou-me a fazer um donativo para agradecer a purificação.

Assim, pensei: ‘Preciso de dinheiro para concluir a preparação do casamento, comprar novamente o enxoval e agora fazer donativo especial?’ Mas uma voz falou mais alto para eu fazer o donativo. Após ter materializado, notei as seguintes mudanças: Ele deixou de dormir na rua e já não tira mais nada de casa!

Conseguimos realizar o casamento da minha filha em ambiente de harmonia e aí pensei: “O donativo resolveu dois problemas de uma só vez, porque se tivesse que comprar mais um enxoval, não resolveria o outro problema!”

Hoje me sinto bem, após termos superado um sofrimento que durou mais de 12 anos.

Com essa experiência, aprendi que quando agradecemos o que é difícil de agradecer, a situação melhora.

Reafirmo o meu compromisso de aprofundar cada vez mais nas práticas básicas da fé.

Já peregrinei para o Solo Sagrado do Brasil e estou a me preparar para peregrinar ao Solo Sagrado do Japão.

Tenho a horta caseira, sou cadastrada, faço o dízimo e donativo de construção.

Com a permissão do Supremo Deus e do messias Meishu-Sama, já encaminhei 500 pessoas na fé, das quais 100 são membros.

Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus antepassados por me mostrarem esse maravilhoso caminho da salvação.

Ao Reverendo, Ministros, Responsáveis, Membros e frequentadores a todos o meu muito obrigado.

83 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário