Benedito António Machoco – NJ Vilanculos – Moçambique

Chamo-me Benedito António Machoco, tenho 36 anos de idade, sou frequentador e dedico no Núcleo de Johrei de Vilanculos.

Conheci a Igreja Messiânica em 2017, encaminhado por um casal de frequentadores na altura

O motivo que me levou a conhecer a igreja foi a situação em que o meu filho se encontrava. Ele incorporava espíritos diferentes, desde pessoas, até animais.

No início de Abril de 2017, o meu filho começou com incorporações que caracterizavam-se por convulsões e no momento em que eu tentava aproximar-me para prestar assistência, ele reagia de forma violenta. Em alguns momentos, ele rastejava como se fosse um crocodilo, tirava a língua como se fosse um a cobra, pulava para as pessoas como se fosse um macaco. Por vezes, a voz que emitia era grossa e cuspia nas pessoas. Devido a esta situação, ele teve que interromper os estudos, pois acabava sofrendo bullying.

Preocupados com a situação, recorremos à vários curandeiros, que o submeteram a vários tratamentos, mas que não surtiram efeito. Ainda desesperados por ajuda, fomos a uma certa igreja, em que fomos obrigados a lá permanecer durante 15 dias para tratamentos. Fomos orientados a fazer bafos e também cirurgias tradicionais, que infelizmente não surtiram o efeito desejado. Até que regressamos à casa, com a orientação de manter uma bacia com água e sal no local mais centralizado da casa. Isso para que sempre que os espíritos se manifestassem, mergulhássemos a cabeça dele várias vezes até que parassem.

Até que, certo dia, um casal vizinho que já frequentava a Igreja Messiânica teve conhecimento da nossa situação e juntos vieram fazer uma visita, prestaram assistência religiosa e convidaram-nos à igreja. Devido à situação de aflição em que nos encontrávamos, aceitamos o convite, mas sem muita certeza, pois já havíamos passado por muitos tratamentos em vão.

Quando chegamos à igreja, o meu filho começou a incorporar, desestabilizando o ambiente normal da igreja, mas com auxílio dos fiéis, que o seguraram e ao mesmo tempo iam ministrando Johrei, após 4 horas, o meu filho voltou ao seu estado normal. Nos dias que se seguiram, os espíritos manifestavam-se durante praticamente todo o dia, tendo alguns Membros, por vezes, ficar na igreja até as 22:00h ou até mesmo 02:00h da manhã. Por vezes, eu tinha que carregá-lo à casa ainda incorporado, por causa da hora e por sentir pena dos irmãos que ficavam até tarde ministrando Johrei nele.

Foi-nos orientado a cumprir com as práticas básicas de Fé Messiânica, receber bastante Johrei, fazer a limpeza profunda, fazer a horta caseira, manter a flor de luz em todos os compartimentos da casa e fazer orações diariamente com donativos de gratidão. Cumprimos com as orientações recebidas e passadas duas semanas, o meu filho começou a mostrar um outro comportamento. Á medida em que ia recebendo Johrei, a frequência de incorporações reduziu significativamente. Já até ficava de 3 a 4 dias sem incorporar. Caso parássemos de cumprir com as práticas básicas da fé, as incorporações voltavam, motivo pelo qual, procurávamos cumprir com regularidade tudo o que nos orientavam.

Devido a natureza das incorporações, os Responsáveis da Unidade Religiosa de Vilanculos tinham que, constantemente, pedir orientação a Ministra. Até que ela orientou sobre a importância de peregrinarmos à nossa Sede Central de Moçambique, para participar do Culto Anual às Almas dos nossos Antepassados. Assim o fizemos e desde então, as incorporações cessaram por completo e o meu filho voltou a estudar. Hoje, já faz quase dois anos que o meu filho não tem tido crise nenhuma e está a ter um bom aproveitamento na escola, graças à Deus e ao Messias Meishu-Sama.

Como forma de agradecimento, fiz um donativo de gratidão especial e comprometi-me a continuar na igreja para poder servir na Obra Divina.

Com esta experiência de fé, aprendi que Deus utiliza várias formas de trazer-nos ao caminho da luz, sendo por esse motivo que não nos devemos desviar do cumprimento das práticas básicas da fé. Aprendi ainda que o Johrei tem poder e que o Messias Meishu-Sama é realmente o Salvador há muito esperado por toda a humanidade.

Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados pela permissão de dedicar na Obra Divina.

Aos Ministros, Missionários, Membros e Frequentadores, os meus sinceros agradecimentos!

Muito obrigado!

83 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário