Ana Paula Tchimalia – JC Boa Vista / Bié – Angola

Chamo-me Ana Paula Tchimalia, tenho 33 anos de idade, vivo no bairro da Boa Vista. Sou frequentadora e dedico no Sanguetsu.

Conheci a Igreja Messiânica no dia 12 de março de 2018, por intermédio de uma membro.

Os motivos que estiveram na base do meu encaminhamento foram: doenças e conflitos familiares.

Quanto à doença, eu sofria de dores no peito e de cabeça. Não conseguia andar, quando fazia movimentos sentia como se estivesse a entrar num buraco, também tinha dificuldades de ficar perto de muitas pessoas. E não conseguia passar a noite em casa, porque via fantasmas lá dentro.

Para resolver esses problemas, procurei Igrejas espíritas onde fui submetida a vários tratamentos sem resultado satisfatório. Minha família, inconformada com o meu estado de saúde, levou-me a mais uma Igreja, onde fiquei internada durante 7 meses. Nessa Igreja, foi submetida novamente a fortes práticas ascéticas. Para o tratamento, o dito pastor pediu-me que comprasse sete cadeados e uma corrente de sete metros. Fui levada na mata e acorrentada primeiro numa árvore, pois segundo o pastor, meu espírito estava aprisionado. Depois de passar o dia todo nas correntes, me colocaram no círculo de fogo que estava preparado com o objectivo de expulsar todos os demónios. No final, me despejaram água quente e o pastor me disse: “Corra e não olha para trás!” Quando cheguei na Igreja, fui orientada a fazer jejum e apenas comer duas bolas de funje durante o dia.

Apôs completar 7 meses de internamento e não vendo nenhuma melhoria, decidimos abandonar os tratamentos. Sem esperança de vida, a irmã Rita que acabava de mudar para o nosso bairro, ao ver todos os dias a minha filha menor de idade ir fazer compras e a cuidar dos seus irmãos mais novos, veio para minha casa, falou-me do Johrei e me ofereceu. Não hesitei, recebi Johrei. No domingo, levou-me no culto dominical. Apôs participar do Culto, todas as dores que sentia desapareceram e a saúde voltou.

Passado alguns meses, a doença tinha acelerado e como não havia entendido na altura, abandonei a Igreja e procurei novamente outros caminhos. Fui internada na casa de uma curandeira. Nessa casa sonhava sempre que estava a fazer experiência de fé́. Em outros dias, sonhava com casas inacabadas. Após algumas semanas, a polícia prendeu a curandeira por motivos desconhecidos e foi levada para a prisão.

Comecei a refletir sobre os tempos em que estava na Igreja. Antes de entrar na Igreja Messiânica, não eliminava catarro e sentia o corpo muito pesado, mas, apesar de estar há pouco tempo na Igreja, já tinha algumas melhorias. Foi assim que decidi retornar à Igreja. Fui recebida pelo responsável, que por sua vez me fez compreender qual foi o motivo da doença ter acelerado. Isso ocorreu, porque tinha recebido muitas graças e não havia agradecido nenhuma delas. Então, este me orientou a fazer um donativo de pedido de perdão pelas minhas falhas e também um donativo de agradecimento pelas graças recebidas.

Feito isso, fui agraciada novamente com saúde e felicidade em casa.

A experiência de fé́ que passo a relatar para os irmãos está relacionada com a dedicação no Pólo agrícola, oração em família e encaminhamento e acompanhamento de casas.

Numa sexta-feira, fui participar do culto matinal e o responsável orientava que todos nós tínhamos que ir dedicar no polo agrícola e que a contribuição para o aluguel do carro seria de 500 Kwanzas. Eu não tinha nada, mas queria ir dedicar. No sábado, tomei dinheiro emprestado numa vizinha e fui participar na dedicação. Ao chegar em casa minha filha disse-me: “Mãe, recebemos um milagre muito grande!” Meu filho de dois anos de idade tinha caído na cacimba de água. Tinham lhe procurado, mas, não o encontravam e de repente viram a cacimba aberta com a criança dentro. Correram para buscar uma escada e lhe tiraram. Ele saiu são e salvo, nem água engoliu. Até agora não estamos a acreditar nesse milagre.

É de salientar que quando isso aconteceu, a cacimba estava cheia. Ao ouvir o grandioso milagre e protecção que o Messias Meishu Sama tinha concedido à minha família, começaram a jorrar lágrimas de gratidão dos meus olhos. Como no momento eu não tinha nada para agradecer em forma de donativo, tinha me comprometido com o Messias em nunca faltar na dedicação do Pólo agrícola e agradecer assim que conseguisse alguns valores. Posteriormente, acabei por concretizar a gratidão.

Com relação a oração em família, eles não aceitavam orar comigo. Orava sozinha, pois o responsável me orientou para não lhes obrigar.  Se eu queria orar com a família, precisava ter paciência e começar de acordo com o ritmo deles. Decidi colocar em prática a orientação e como tenho 7 filhos, começamos cada filho a entoar um Amatsu-Norito. Depois, eu encerrava e íamos dormir.

Pela graça de Deus, hoje nós fazemos oração, mesmo quando vão brincar, antes das 21 horas eles voltam para casa e oramos juntos. Posso dizer que desde o meu filho de 1 ano até primeira filha, todos fazem a oração Amatsu-Norito. Como resultado dessas orações em família, obtive algumas mudanças:

  • O meu marido que não pensava em rebocar a casa, decidiu rebocar e cimentar a casa. Hoje, a minha casa tem um novo aspecto.
  • Também comprou um televisor e pagou a conta de tv.
  • Minha família terminou o ano sem nenhuma infelicidade, algo que não acontecia há muito tempo.
  • Meus familiares que não me procuravam há muitos anos, hoje me procuram e estão felizes com a minha melhoria.

Quanto ao encaminhamento e cuidar de casas, após ter relatado as mudanças que tenho tido no meu lar ao responsável, este me orientou que Meishu Sama estava a me proporcionar todas as graças para que eu conhecesse o seu amor e posteriormente com partilhasse tudo com outras pessoas. Me orientou para abrir casas dos vizinhos e mesmo sendo frequentadora, precisava levar a flor e a oração. Assim, o Messias iria actuar e era outra forma que tinha para agradecer a Deus pelas tamanhas graças recebidas.

Gostaria de relatar as mudanças das pessoas que estou a acompanhar:
Uma frequentadora que tinha o seu filho a purificar através da eliminação de sangue pelo órgão genital. Fez vários tratamentos médicos e tradicionais sem nenhum resultado satisfatório. Ao falar da Igreja, decidiu experimentar o recebimento de Johrei. A criança ficou curada e hoje, a mãe está a dedicar.

Uma outra frequentadora que tinha problemas de bexiga e dores nas vistas durante muitos anos. Ela se sentia frustrada por não ter nenhuma melhoria nos seus tratamentos. Relatei todas as mudanças que o Messias operou na minha vida, ela não hesitou e decidiu experimentar. Ao receber Johrei, viu a sua longa e difícil doença ser solucionada. Ela também já está a dedicar.

Assim que comecei a cuidar das pessoas, um belo dia fui fazer limpeza na casa de uma frequentadora. Havia um quarto do lado de fora que tinha muitos ferros. Os irmãos não aceitaram dedicar lá. Eu senti que tinha que dedicar mesmo naquele quarto. Comecei a fazer limpeza sozinha, mas com a força dos meus antepassados consegui concluir. Após terminar, enquanto fazíamos oração de agradecimento, incorporou um espírito dizendo que era o meu avô. O mesmo era catequista lá na aldeia e lhe bateram até morrer. Ele tinha sido enterrado debaixo da ponte de um rio e estava preso em alguns ferros, mas, graças a minha dedicação, tinha sido solto dos ferros. Eu não sabia como tinha morrido o meu avô materno, mas, ao perguntar na minha mãe ela me contou que foi igual ao relato da incorporação.
Para agradecer todas as graças, estou a me preparar para ser outorgada.

Aprendi que Meishu Sama é realmente um Deus de verdade e que ele é o único Messias que tem a missão de salvar a humanidade, porque minha vida sem Ele teria muitas perdas.

Por permissão de Deus e Meishu-Sama, encaminhei mais de 10 pessoas à Igreja, das quais seis estão a frequentar.

Cuido de duas casas de Frequentadores, com o total de 12 pessoas. Faço dízimo, donativo de construção e tenho a horta caseira.

O meu compromisso é me esforçar para que eu possa ter a permissão de me tornar membro ainda este ano para melhor cumprir a minha missão e cuidar de outras pessoas.

Agradeço a Deus e ao Messias Meishu-Sama e os meus antepassados pelas constastes graças e proteção que tem concedido na minha família.

A todos que escutaram o meu relato de fé o meu muito obrigada!

82 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário