Alice Aleluia Oliveira dos Santos – JC Viana Vila – Luanda – Angola

Chamo-me Alice Aleluia Oliveira dos Santos, tenho 63 anos de idade, resido em Viana bairro Caop-C. Sou missionária e dedico como responsável de Johrei Center. Conheci a Igreja Messiânica no dia 3 de março de 2004, por intermédio da minha tia.

Os motivos que estiveram na base do meu ingresso à Fé Messiânica foram:

  • Doenças;

  • Conflitos familiares;

  • Mortes constantes na família.

Quanto à doença, padeci com a tensão baixa, sistema nervoso alterado, febre tifoide, cabeça aberta e paludismo crónico durante 15 anos! Para solucionar estes problemas, frequentei hospitais fazendo vários tratamentos, mas não obtive resultados desejados. Fui em casa de um quimbandeiro que disse que eu sofria de Santos. Para o devido tratamento, mandou-me comprar galinha, banheira, vinho, cabrito, arroz e o mesmo deu-me banho no rio, cortou-me o cabelo. Mesmo assim, não obtive resultados satisfatórios.

No que concerne aos conflitos conjugais, durante 20 anos o meu esposo maltratou-nos bastante a mim e aos filhos, motivo este que fez com que gerasse a separação. Após a separação, o mesmo recebeu-me a casa deixando-nos na rua. Para piorar, o relacionamento com a minha mãe era péssimo, porque ela alegava que eu seria maluca por não ter casa, por andar de bairro em bairro com os meus filhos. Este conflito arrastou-se durante 19 anos, e isto causou-me muita angústia, levando-me a cair em depressão.

No caso das mortes constantes na família, após a morte do meu pai, os meus irmãos mais velhos morriam de dois em dois anos.

Foi neste quadro de sofrimento que a minha tia convidou-me a ir à Igreja. Na unidade fui recebida pelo plantonista que depois de ouvir-me atentamente, orientou-me o seguinte:

  • Receber 10 Johrei por dia;

  • Manter a flor de luz em casa;

  • Dedicar na nave e no banheiro;

  • Participar dos cultos;

  • Peregrinar aos locais de maior luz.

Cumpri com as orientações sem dificuldade, e em 30 dias de dedicação a doença foi ultrapassada e não voltei ao hospital. As mortes constantes na família pararam. O relacionamento com a mãe e o ex-esposo melhorou consideravelmente. Recebi a orientação de pedir-lhes perdão levando assim uma flor de luz e materializar um donativo de pedido de perdão, o qual cumpri sem hesitar. No dia marcado, levei uma Ikebana e pedi-lhe perdão por tudo que havíamos passado. Ele fez-me a devolução da casa, onde vivo actualmente, e hoje ele já fala com os seus filhos.

A experiência de fé que passo a relatar para os senhores está relacionada com o servir na Obra Divina nesta fase da pandemia do covid-19

Durante o período de quarentena, tenho incentivado os membros e frequentadores da rede de salvação a participar dos cultos e aprimoramentos online em sintonia com a Sede Central de África. Graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama, fruto de todas as dedicações decorrentes do cumprimento das orientações neste período de pandemia, tivemos a permissão de vivenciar os seguintes milagres:

  1. Uma irmã, membro da Igreja que há muito tempo estava afastada devido o sentimento de revolta. Passando pela rua encontrei-me com ela e convidei-lhe a participar da dedicação de limpeza ao redor do Johrei Center. Aceitou o convite e juntas participamos da dedicação. A mesma sofria com problemas de tuberculose. Após a dedicação, sua purificação acelerou. Orientei-lhe a agradecer pela purificação e passar a alimentar-se de produtos da agricultura natural e assim recuperou-se consideravelmente. Há muito tempo ela já não via o marido; o mesmo havia abandonado a casa. Para o seu espanto, o senhor regressou à casa com o objectivo de conversarem e contribuiu com alguns valores para o sustento de casa. Ela foi agradeceu pelas mudanças vivenciadas e já voltou a participar das actividades da igreja.
  2. Uma frequentadora que estava a passar por uma situação bastante delicada, porque o filho e o sobrinho que há dois meses estavam presos devido ao envolvimento com tráfico de drogas e tinha a dificuldade de receber a liberação dos mesmos, visto que o filho dela envolveu-se sem querer. Lhe atendi e ouvi todo o sofrimento que estava a passar. Depois, levei-lhe ao altar e fizemos oração entregando todo o problema nas mãos de Deus e Meishu-Sama. Foi orientada a dedicar na limpeza ao redor da unidade, encaminhamento na porta e realizar a distribuição de flores. A mesma cumpriu e após três dias de dedicação, o caso dos dois foi revisado e foram soltos. Agradeceu com donativo especial de gratidão e continua as suas dedicações na rede.
  3. A minha vizinha, estava a passar por enormes conflitos com seu filho devido a má conduta da própria mãe que consumia bastante álcool e chegava a casa muito tarde. O filho, apercebendo-se desta situação, decidiu sair de casa, levando consigo a sua irmã mais nova. A senhora ficou bastante revoltada com a atitude do filho, rogando-lhe pragas e intensificou o consumo de bebidas alcoólicas. Quando me dei conta do que estava a passar, pedi que a trouxessem. Observando o seu estado, ministrei-lhe Johrei e orientei-lhe a mexer com a terra, para que pudesse dedicar através da prática da Agricultura Natural! Após ela realizar esta dedicação, as mudanças não se fizeram esperar. No dia seguinte, um dos sobrinhos veio ter com ela oferecendo-lhe uma botija de gás e alguma ajuda financeira. O filho que há muito tempo já não falava ela, voltou a procurar-lhe com o intuito de conversarem e acertar as desavenças. Feliz, não acreditava no que aconteceu e expressou o seguinte: “Só pelo simples facto de mexer na terra, obtive essas mudanças! Realmente, Meishu-Sama é bom! Muito obrigada!” Materializou um donativo de gratidão por toda a mudança do quadro de sofrimento em que se encontrava e agora tem participado das dedicações.
  4. Certo dia ao voltar para casa depois de uma dedicação, no quintal me apercebi que a cozinha estava em chamas. Um incêndio havia invadido a minha casa, causado por um curto-circuito. Logo que vi a intensidade do fogo, entrei em pânico e chamei as pessoas que estavam no quintal. Um dos jovens conseguiu arrombar a porta e depressa fui desligar o quadro de energia. Graças a Deus conseguimos extinguir o fogo antes que pudesse se alastrar. Preciso realçar que na cozinha haviam duas botijas de gás. Tive a permissão do fogo não as ter atingido. Agradeci com um donativo especial pela proteção que tive. É de salientar que nesta fase da pandemia, as graças que tenho recebido por parte da família e de pessoas chegadas é inexplicável por palavras, tanto financeiramente quanto através de gêneros alimentícios.

Com esta experiência de fé, aprendi que quando entregamos os nossos problemas nas mãos do Supremo Deus e do Messias Meishu-Sama, tudo caminha favoravelmente.

O meu compromisso é de continuar a me empenhar em prol da construção do Paraíso Terrestre.

Por permissão de Deus e Meishu-Sama, já encaminhei mais de 1.000 pessoas à fé messiânica, das quais 154 tornaram-se membros. Pratico o dízimo, o donativo de construção, o donativo diário e tenho a horta caseira.

Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus antepassados pela permissão de conhecer este maravilhoso caminho da salvação. Agradeço igualmente a todos aqueles que direta ou indiretamente têm contribuído para o meu crescimento espiritual.

Ao Reverendo, Ministros, responsáveis, membros e frequentadores e a todos que escutaram o meu relato de fé, o meu muito obrigada!

113 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário