José Alves Moma Katombela – CA Zango – Luanda-Angola

Chamo-me José Alves Moma katombela, sou membro há 14 anos e dedico actualmente como encarregado das hortas caseiras e agricultura natural da região Centro Sul de Angola. Gostaria de relatar as actividades das hortas caseiras e agricultura natural realizadas durante o mês de junho de 2020.

Durante esse período, na Região foram feitas: 160 hortas   nos lares e mantida 1 horta Institucional.

No Centro de Aprimoramento do Zango foi realizado o preparo do solo, viveiro de mudas e transplantados 2 canteiros de Berinjela, 04 canteiros de flores, 05 vasos de berinjela e ainda, renovado o jardim em volta do Altar.

No Johrei Center do Zango-3, realizou-se a transplantação de Berinjela em 04 canteiros e o preparo de 01 viveiro de alface.

No Instituto Médio de Hotelaria e Turismo do kilamba, realizou-se o preparo do solo em   22 canteiros, preparo de viveiros de alface, couve e tomate. Ainda, transplantamos as seguintes culturas: berinjela, couve e semeadura de quiabo e milho.

No Pólo do Zango, continuamos a limpeza da mandioqueira e dedicação na construção do alojamento e banheiros.

Experiências de fé vivenciadas.

 

  • Durante o estado de Emergência, seguindo as orientações superiores de aprofundar a prática da fé nos lares e assistência religiosa, a irmã Domingas Bamba do N.J Jacinto Chipa, passou a acompanhar uma vizinha que sofria de tuberculose hereditária. Inclusive, essa enfermidade já vitimou duas pessoas da sua família, seu primeiro filho e sua irmã. Por isso, ela passou a  sentir que era um caso sem solução. Além disso, estava desempregada. Mas, quando decidiu fazer a horta e a limpeza na casa dela, a senhora melhorou bastante e ganhou um emprego mesmo nesse estado de calamidade. Ela  está muito agradecida e feliz.

  • A irmã Arlete Kassule, responsável da Rede de salvação do Muxima Umoxi, tinha dificuldades de manter a horta em sua casa. Várias vezes incentivei-a para fazer a horta, mas, ela dava sempre desculpas. Somente depois de ouvir as orientações da vice-presidente, no encontro antes de começar o estado de Emergência onde foi orientado aos responsáveis para desenvolvermos a fé em família, que ganhou força para fazer a sua horta caseira. Com isso, o ambiente em seu lar melhorou muito. O marido que não ligava mais para a casa que está em obras, graças a Deus, depois de ter feito a horta, ganharam a graça de avançar com a obra. Já deixaram a casa de aluguel onde moravam, para viver em sua própria casa.

Ela está a acompanhar uma senhora membro, que se distanciou um tempo das dedicações pois havia negado a tarefa de cuidar das Hortas caseiras da rede da salvação. Passado um tempo, começou a purificar com crises psicológicas, não dizendo coisas com coisas. Os membros passaram a dar assistência religiosa com Johrei e flores, mas, a situação não melhorava. Os conflitos no lar aumentavam, não tinha apoio do marido. Os enteados tiraram-lhe o colchão, passando a dormir no chão. Depois de se fazer a limpeza profunda na sua casa e a horta, graças a Deus e ao Messias Meishu – Sama, sua saúde melhorou bastante. O seu aspecto físico também. Seu marido tornou-se mais carinhoso e passou a apoiar o lar. Em sua casa não havia fogão, botija, televisão etc. Mas, graças a Deus, o marido comprou o fogão, a botija, o televisor, antena parabólica, a cama e o colchão e passou a apoiar nas despesas de casa. Ainda como não bastasse, ela ganhou a graça de um emprego.  Materializou sua gratidão e assumiu o compromisso de dedicar como encarregada das hortas caseiras da rede da salvação e está motivada para reoutorgar-se assim que terminar o confinamento.

  • Uma simpatizante da igreja messiânica que tenho acompanhado, é missionária de uma igreja pentecostal. Ela havia perdido o emprego dias antes de ser declarado o estado de Emergência e passou a enfrentar muitas dificuldades financeiras. Para piorar, sua arca ficou avariada. Mandou-a consertar, mas, voltou pior sem ter mais condições de conserto. Ao contar-me sua aflição, ministrei-lhe Johrei e ensinei junto com a sua família toda, a manter a flor em casa. Com isso, passou a receber apoio dos filhos e como ela é modista, ganhou alguns pedidos de trabalho. Porém, isso não era o suficiente para resolver o seu problema da arca frigorífica e outros que a preocupavam.

Pedi a ela para renovar a horta que havia sido destruída pelas galinhas. Negou dizendo que tinha outros planos. Mas, depois de perceber que os tais planos eram para daqui a 4 meses, lhe convenci a aceitar a montagem da horta caseira, o que se concretizou. Depois da fazermos a Horta, onde plantamos berinjela e alface, recebeu as seguintes graças: Uma empresa contratou-a para fazer uma grande quantidade de máscaras para seus funcionários. Com isso, ganhou uma grande soma de valores que a ajudaram a resolver os problemas que tinha e até comprou uma arca frigorífica. Por outra, suas filhas estudam num colégio de um missionário brasileiro e um empresário brasileiro pediu que lhe enviassem imagens e informações de crianças de famílias com menos recursos financeiros para ele apadrinhar. Graças a Deus, suas 03 filhas foram selecionadas e a mais nova que está a fazer agora a terceira classe já foi aprovada. Esse padrinho comprometeu-se a responsabilizar-se de toda despesa necessária para a formação dessa criança e o pagamento de propinas até a nona classe, com a promessa de que se tudo correr bem, cuidará da sua formação até a faculdade. Ela está muito agradecida.

  • Um jovem membro estava desempregado há muito tempo, então sua esposa o abandonou, juntamente com os filhos. Por não saber o que fazer com eles, levou-os à casa de sua mãe. Mas, depois de receber a visita dos missionários que fizeram a limpeza e horta na sua casa, ganhou um emprego numa empresa de construção civil. Hoje tem sua situação financeira resolvida, acolheu os seus filhos e arranjou uma outra esposa com quem está a viver e está muito agradecido.
  •  Uma outra membro, tinha dificuldades de conceber o que gerou muito conflito no seu lar com o marido. A família do marido chegou a lhe dar o ultimato de engravidar até maio deste ano e caso não conseguisse, teria que se separar do marido. Essa situação deixava-a triste e com mágoa dele.  Preocupada Com essa situação, sua responsável visitou sua casa com uma equipe de membros. Fizeram a limpeza e a horta caseira. Graças a isso, tudo mudou. Ela ficou concebida e está a espera do nascimento do Bebê, o que a deixou feliz e agradecida assim como o marido, que arrependeu-se por a ter lhe tratado mal. Hoje, ele é mais carinhoso e atencioso.

Com essas experiências de fé, aprendemos que Deus está no comando de nossas vidas! Mesmo nesses momentos difíceis, se praticarmos a sua vontade, viveremos tranquilos e protegidos.

Agradeço ao Supremo Deus e ao Messias Meishu Sama pela permissão de servir nesta maravilhosa Obra da salvação da humanidade.

Agradeço também aos meus superiores, pela confiança a nós concedida.

77 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário