Mistério do Mundo Espiritual

O Mundo Espiritual é realmente extraordinário e misterioso e, pelo senso comum do homem contemporâneo, é difícil compreendê-lo. Escreverei sobre como o pensamento [sonen] do ser humano influencia o Mundo Espiritual.

Uma vez que o Mundo Espiritual é o mundo do sonen, o Nada gera a existência e a existência volta ao Nada, o que resulta em infinitas variações. Imaginemos, por exemplo, que uma divindade seja retratada em forma de uma pintura ou escultura. O espírito da divindade ou buda que assentará nessa imagem se diferenciará naturalmente de acordo com a personalidade do artista que produziu a obra. Se a personalidade deste for elevada, assentará um espírito de divindade de alto nível correspondente.

No entanto, se a personalidade do artista for de baixo nível, mesmo que outra obra tenha forma idêntica, assentará, correspondentemente, um espírito representante daquela divindade ou uma divisão sua, em conformidade com o caráter do artista.

Outro exemplo da influência do sonen é a manifestação plena da força da divindade quando a pessoa ora perante uma imagem com toda sinceridade. Caso a pessoa expresse seu sonen apenas formalmente, sem o devido respeito e makoto, a força manifestada pela divindade ficará reduzida. Outra observação é que quanto maior o número de pessoas que oram diante dessa imagem, mais intensa será a manifestação da Luz e da força desse espírito de divindade.

Há um antigo provérbio que diz: “Ter fé até em cabeça de sardinha.” Qual será o sentido dessas palavras?

Suponhamos que uma pessoa qualquer produza uma imagem de divindade e passe a divulgá-la, utilizando-se de hábeis métodos de propaganda. Se muitas pessoas cultuarem a imagem durante algum tempo, por força do sonen dessas pessoas, cria-se a forma dessa divindade no Mundo Espiritual.

Assim, ela passará a manifestar considerável poder e até a conceder graças aos seus seguidores. Trata- se de uma materialização resultante do sonen do ser humano, o que é de fato um mistério. Por um período, apresentam-se resultados, mas que não são verdadeiros. Por serem produtos da imaginação temporária, em algum momento desaparecem. Todos sabem que tais casos ocorrem com frequência. Os conhecidos deuses da moda são desse tipo. Acima referi-me aos espíritos de divindades, mas gostaria de falar também sobre os demónios É realmente grande o número de perversos que, por ambição, causam aborrecimentos e sofrimentos às pessoas, levando-as à infelicidade. Conforme tenho dito sempre, é claro que isso é consequência do pensamento materialista, que não acredita no invisível. Do ponto de vista espiritual, trata-se de algo bizarro e realmente assustador. Como fazem os outros sofrer, os prejudicados infalivelmente sentem raiva, rancor, ódio e desejo de vingança. Tal sonen é enviado aos perversos por meio dos elos espirituais. A expressão espiritual da ira e do rancor é tão pavorosa, que se pudesse vê-la, até a mais malvada das pessoas se renderia sem resistência. Quando as pessoas prejudicadas não são apenas uma ou duas, mas milhares ou milhões, a somatória do sonen dessas pessoas faz surgir criaturas sobrenaturais horripilantes que, assumindo diversos aspectos, circundam os perversos, sem cessar, a fim de destruí-los. Nesse caso, mesmo que estes sejam muito poderosos ou grandes heróis, acabam perecendo em meio a um destino trágico. Relembrando os grandes personagens da História, desde a antiguidade, vemos que todos eles, sem exceção, tiveram semelhante fim.

Além destes, observando o fim trágico dos políticos corruptos, a decadência dos que enriqueceram repentinamente e, ainda, dos que seduziram e enganaram muitas mulheres, dos agiotas inescrupulosos etc., compreenderemos claramente por que tiveram tal destino.

Ao contrário, as pessoas que praticam boas ações, recebem o sonen de gratidão e de alegria dos beneficiados, o qual, se transformando em luz, passa a envolvê-las, tornando-as ainda mais virtuosas e felizes porque os espíritos malignos temem essa luz e não conseguem aproximar-se dos que praticam o bem. A auréola que se vê nas imagens das divindades e budas simboliza essa luz.

Pelo exposto, creio que puderam compreender o quanto devemos levar a sério o sonen do ser humano.

Revista Tchijo Tengoku no 9, 25 de outubro de 1949

“Alicerce do Paraíso” vol.4, pág.53

101 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário