Inácia Quaresma Neto – CA Cacuaco/NJ Boavista – Luanda/Angola

Chamo-me Inácia Quaresma Neto, sou membro, dedico como assistente do grupo Lua e faço parte do grupo da sociedade de senhoras.

A experiência de fé que passo a relatar para os senhores está relacionada com a participação nos cultos online e as práticas básicas da fé nas casas dos fiéis e no local de serviço.

No dia 27 de Junho do ano em curso, participei do aprimoramento para ministros e missionários online em sintonia com a Sede Central de África.

Já tenho vindo a participar dos cultos e aprimoramentos, mas, o que me chamou bastante atenção, foi a forma como o reverendo realizou o aprimoramento. Em cada experiência de fé relatada, tinha resposta nos ensinamentos de Meishu-Sama o que permite mostrar a qualquer pessoa a veracidade da igreja e dos ensinamentos, além da importância de cada um aprofundar nela. Também, falou-se da necessidade de cada um, segundo a sua função, se programar e fazermos a preparação para o culto às almas dos nossos Antepassados que realizaremos no dia 2 de Novembro do presente ano.

De regresso à casa, decidi fazer a minha programação e colocá-la em acção, mesmo neste período de quarentena. Como estamos na preparação do culto dos nossos antepassados, criei o Sonen de renovar a horta do meu local de serviço, hortas das casas das pessoas que acompanho e realizar vivências nos lares.

Certo dia, tive a permissão de fazer assistência religiosa na casa de um frequentador que se encontrava a purificar com as duas pernas inflamadas. Ministrei-lhe Johrei e realizamos a aula da vivência da flor e limpeza, juntamente com a sua família. Para minha alegria, depois de três dias voltei a visitá-lo e encontrei-o totalmente recuperado! Ele que não se deslocava de um lugar para o outro, começou a fazê-lo. Hoje, ele é sua família recebem Johrei e estão a se preparar para peregrinarem aos locais de maior luz, assim que as igrejas abrirem!

Deste modo, não fiquei parada e dei continuidade na minha dedicação, tendo efectuado cinco hortas nas casas de frequentadores. Também renovei a horta do local de serviço e fiz a limpeza profunda.

Com esse empenho nas dedicações, tive surpresas no local de serviço.

A minha patroa me chamou e disse-me: “Inácia, a partir de hoje, o seu salário vai sofrer alterações. Ao invés de ganhar quarenta mil Kwanzas vai dobrar para oitenta mil Kwanzas! Por isso, nós abrimos uma conta para você passar a receber o dinheiro a partir do Banco!”. Graças ao Supremo Deus e ao Messias Meishu-Sama, tudo foi concretizado na hora certa.

Por todas essas ocorrências, materializei um donativo especial para agradecer ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados.

Com estas experiências de fé, aprendi que o Supremo Deus, o Messias Meishu-Sama e os nossos antepassados, não nos dão aquilo que queremos, mas, sim o que nós merecemos!

O meu compromisso é de continuar a servir na Obra Divina, como instrumento do Divino Mestre Meishu-Sama, transformar o Sonen de todos com quem tenho afinidade, como verdadeiros altruístas, na formação das 100 mil famílias convictas até a conclusão do futuro Solo Sagrado de África!

Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus antepassados por despertarem a minha natureza divina!

Muito obrigada!

141 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário