Maria Lima – NJ Boavista – Luanda – Angola

Chamo-me Maria Teresa Lima, sou frequentadora, candidata à outorga. Actualmente, dedico como auxiliar do grupo Sol.

Conheci a Igreja Messiânica Mundial de Angola, em 19 de Dezembro de 2019, por intermédio da irmã Diamantina da Graça Pereira, membro da nossa Igreja.

Os motivos que estiveram na base do meu encaminhamento, foram doenças e mortes constantes no seio familiar, dificuldades financeiras e conflitos no lar.

Tudo começou quando faleceu minha filha de 29 anos de idade, por causa de fortes dores no peito. Ela deixou quatro filhos, que ficaram sob a minha responsabilidade. A partir dessa altura, de tanto pensar nela, comecei a padecer de fortes dores de cabeça, febres altas e a ter conflitos com o esposo que duraram dois anos.

Já não aguentava com os mal-tratos e magoada com o meu esposo, decidimos nos separar. Depois da separação, os meus filhos começaram a morrer um após o outro, fazendo um total de 4 crianças. Durante a realização dos óbitos, era alvo da cobiça dos vizinhos, então o ex-esposo alegava que eu tinha vários amantes e por isso as crianças morriam!

Devido a essa situação, comecei a viver isolada das pessoas, ficava dentro de casa e já não saía constantemente. O ex-esposo já não dava sustento para o lar, apenas entregava dinheiro nas crianças quando fossem visitá-lo.

Foi neste quadro de sofrimento, que a missionária, encaminhou-me à Igreja onde fui recebida pelo plantonista que me orientou as práticas básicas da fé messiânica:

Cumpri com as orientações com muitas dificuldades, visto que tinha pouca confiança na igreja por causa das orações. Mas, depois de alguns meses de dedicação, os problemas de doenças que me assolavam passaram e os conflitos amenizara-se. Com estes milagres, materializei um donativo especial de gratidão para melhor servir na Obra Divina!

A experiência de fé que passo a relatar para os senhores, está relacionada com a prática da limpeza profunda e vivência da flor.

 No passado dia 28 de Fevereiro de 2021, tive a permissão de ser entrevistada pelo Missionário Manecas, por causa dos problemas e conflito familiar. Durante a conversa, o missionário falou-me da importância de realizarmos a limpeza profunda e vivência da flor em nosso lar.

Por estar presente, aceitei a limpeza e não disse nada. Entretanto, comecei a lamuriar que todos os dias fazia limpeza em casa e a acusar as pessoas, pensando que não queriam o meu bem!

No dia 12 de Abril, tive a permissão de participar em uma limpeza profunda e aula da vivência da flor no Hotel de um frequentador, no Bairro da Eco-Campo. Depois de ter terminado com a dedicação, fiquei envergonhada e pedi perdão à responsável, porque a limpeza profunda não era aquilo que eu pensava! Emocionada com a dedicação, pedi à responsável da unidade religiosa para realizarem a mesma actividade em minha casa!

Foi assim que a responsável organizou um grupo de fiéis, no dia 13 de março (sábado) e realizaram uma limpeza profunda no meu lar, onde desmontaram tudo em casa e depois voltaram a colocar de volta. Depois, fizemos a aula da vivência da flor com a família e, com espírito de gratidão, materializei um donativo especial para agradecer ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos nossos Antepassados.

Realço que neste dia, recebi Johrei por algumas horas. Para o meu espanto, nessa noite dormi tranquilamente! Tudo que estava a vivenciar, reforçou a minha convicção para continuar a participar nas dedicações e cumprir com as orientações. Assim, as graças não paravam de se manifestar na minha vida e passo a relatá-las:

– A minha filha, que não conversava comigo há mais de dois anos, surpreendentemente, apareceu em minha casa, pediu-me perdão pelos transtornos causados no passado e pelo tempo de ausência.

– O meu esposo, que havia abandonado o lar há anos e não dava assistência para o sustento das crianças, admiravelmente apareceu em casa, ofereceu-me uma TV de plasma, um telemóvel novo e entregou-me uma quantia monetária para fazer as compras de casa. Para agradecer, materializei o dízimo, o donativo de construção do Solo Sagrado de África e dei início com 25% do donativo para receber o Sagrado Ohikari!

– Três dias depois da realização da vivência no lar, os conflitos com os meus filhos melhoraram.

Hoje, a minha família recebe Johrei e na minha casa reina paz e harmonia.

Aprendi que com Deus tudo é possível, que devemos colocar sempre Deus em primeiro lugar e o Johrei é realmente a medicina da Nova Civilização!

Pela graça de Deus tenho tido a permissão de praticar uma vida messiânica, cumprindo as Básicas.

Agradeço a Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados pela permissão de conhecer este maravilhoso caminho da salvação!

Muito obrigada!

69 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário