Maria Ibraímo – CA Maputo – Moçambique

Chamo-me Maria Aíssa Hossumane Ibraímo, sou membro da igreja e dedico no Johrei Center Central.

A Experiência de fé que passo a relatar está relacionada com a importância do acompanhamento de pessoas.

Em fevereiro do ano em curso, eu estava a purificar com conflitos conjugais, motivo pelo qual relatei tudo ao Ministro, que orientou-me a dedicar com mais afinco e receber Johrei durante 30 dias, sem falhar, dedicação essa que coloquei logo em prática.

Num primeiro momento, eu dedicava apenas para ultrapassar a purificação o mais depressa possível. Mas, através da leitura dos Ensinamentos de Meishu-Sama, dedicação e orientações recebidas, percebi que precisava mudar a minha forma de pensar e dedicar com o sentimento de gratidão pela purificação que estava a passar.

Nesse período, o missionário chamava-me para participar da vivência da flor na casa de alguns fiéis, como preparação para o Culto do Paraíso Terrestre e assim tive a permissão de fazer a vivência na casa da minha mãe, da minha prima, que é freqüentadora da igreja e na minha casa, junto com o meu marido.

No terceiro dia da minha dedicação, recebi a chamada do meu antigo chefe, perguntando-me se já me encontrava a trabalhar e respondi que não. Na semana seguinte, ele convocou-me para uma entrevista e graças à Deus e ao Messias Meishu-Sama, fui aprovada e comecei logo a trabalhar. Tenho um horário de trabalho flexível que me possibilita dedicar e consegui cumprir com a orientação recebida.

Já em março, tive a permissão de receber o Sagrado Ohikari e fui orientada a ministrar 20 Johrei por dia. Empenhei-me em cumprir com a orientação recebida e pude também ministrar Johrei nos meus familiares.

A minha tia teve um AVC há dois anos e teve duas convulsões só neste ano. A pedido da minha prima, fui visitá-la para fazer a vivência da flor e dar assistência religiosa. Fui junto com a minha cunhada, que é freqüentadora, e enquanto eu ministrava Johrei, ela fazia oração e lia os ensinamentos de Meishu-Sama. No segundo dia de assistência, ela apresentou sinais de melhoria, pois já conseguia se comunicar e movimentar-se melhor. A minha prima é a única da casa que freqüenta a igreja e nesses dias, conseguimos falar sobre a igreja ao seu pai e irmãs, que nos receberam muito bem.

Também ganhei a permissão de cuidar de um senhor, sapateiro, que pediu-me que lhe arranjasse um emprego, pois o trabalho que ele fazia, não lhe rendia muito. Eu respondi que só lhe poderia ajudar com orações. Para tal, pedi o seu nome e em algumas ocasiões, pude ministrar Johrei nele. Na semana seguinte, ele teve muitos clientes, chegando ao ponto de pedir auxílio dos outros colegas. Duas semanas depois, teve a permissão de participar de uma formação profissional. Actualmente ele está a trabalhar, graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama!

A minha mãe é frequentadora afastada, mas, empenhei-me bastante em ministrar-lhe Johrei sempre que fosse visitá-la e assistia os cultos online com ela. Para o meu espanto, ela manifestou o interesse em voltar a freqüentar a igreja. Tive também a permissão de ministrar Johrei no meu pai, que ao recebê-lo pela primeira vez, mostrou o interesse em freqüentar a igreja, graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama.

No meu lar, o nosso relacionamento melhorou e me esforço para ministrar Johrei no meu marido diariamente.

Para agradecer por estas graças recebidas, estou a me preparar para fazer um donativo especial de gratidão.

Aprendi que quando fazemos as outras pessoas felizes, nos tornamos felizes! Aprendi também que não devemos dedicar para resolver os nossos problemas e sim dedicar com o sentimento de gratidão pelas purificações!

O meu compromisso é de me empenhar no meu aprimoramento espiritual para melhor servir na Obra Divina e na salvação de outras pessoas!

Agradeço ao Supremo Deus e ao Messias Meishu-Sama, por permitir-me conhecer este maravilhoso caminho da salvação!

Muito obrigada!

113 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário