Maria Simão – NJ 1 de Junho – R. Luanda Leste

Chamo-me Maria Miguel Simão, sou membro e dedico como encarregada do grupo terra.

A experiência de fé que passo a relatar, está relacionada com a gratidão e o cumprimento das orientações e a peregrinação ao Pólo Agrícola do Bom Jesus.

Eu trabalhava como operadora de caixa num armazém e para chegar ao local do serviço, tinha de percorrer uma longa distância. Além disso, estava descontente com o salário que não dava para suprir as necessidades básicas.

No mês de Dezembro de 2021 recebi uma proposta de emprego para trabalhar como baba em um dos condomínios. O salário era quatro vezes mais do que eu ganhava. Entusiasmada não pensei duas vezes e sem analisar as vantagens e desvantagens, resolvi aceitar e pela emoção eu não conseguir comunicar ao meu orientador a decisão.

A mãe do menino, eu deveria cuidar, ligou para mim e marcou uma entrevista, para uma sexta-feira. No dia combinado, após o meu expediente fui ter com a senhora. Devido a distância, cheguei tarde, em cima hora marcada. Desculpei-me e expliquei que havia pegado um engarrafamento. Ela entendeu, convidou-me a entrar no seu carro e fomos a sua casa. Durante a entrevista, ela fez-me algumas perguntas. Eu fui respondendo de forma natural e no decorrer da conversa pude perceber que ela gostou do meu perfil, pois fazia alguns elogios, o que me deixou tranquila.

No final da entrevista, apresentou-me ao seu esposo, acertamos o salário e marcamos começar na segunda-feira. Mas eu precisava chegar em sua casa no domingo para ela poder passar-me algumas orientações. Assim aconteceu. Há essa altura eu já havia comunicado ao meu orientador o sucedido e o mesmo pediu-me para participar do Culto Mensal para poder dar-me algumas orientações.

Sede Central, apôs o culto resolvi enviar uma mensagem à senhora, dando a conhecer que chegaria no período de tarde porque estava na igreja. Ela respondeu que não poderia ainda ter com ela, ou seja, que não haveria de começar no dia combinado, porque ela pensou em organizar-se primeiro. Agradeci e mostrei a mensagem para a minha irmã, nos olhamos e nos perguntamos: “Como assim? Tenho que esperar, se nós já havíamos combinado tudo?”.

Exclamei: “Meishu-Sama isso só pode ser azar!”. Me senti desesperada pois eu já tinha pedido demissão do emprego anterior. O meu chefe estava muito triste pois tinha muita confiança em sendo a única funcionaria que completara 1 ano de trabalho. Dezembro é o mês mais com mais movimento e não tendo alguém que conhecia bem o trabalho seria uma grande perda, mesmo assim ele manifestou a sua gratidão e desejou-me boa sorte.

No final do culto, comuniquei ao responsável sobre a mensagem que a senhora havia mandado, este por sua vez orou comigo e pediu para que eu fosse a unidade no dia seguinte já que havia ficado sem emprego.

Neste caso, perdera o meu antigo emprego como caixa e a possibilidade de trabalhar como babá. Na unidade fui ouvida pelo orientador, que orientou-me a agradecer enquanto aguardava pelas ligações do meu antigo chefe ou da senhora. Eu já tinha perdido a esperança de trabalhar com a senhora devido a mensagem da senhora ela tinha enviado, assim, decidi recuar na minha decisão ligando para o meu antigo chefe perguntando se havia encontrado alguém para me substituir. Ele afirmou que já tinha contratado alguém e que iria começar na segunda feira. O que mais me deixou admirada é ele mostrou-se preocupado comigo e perguntou-me o que se estava a passar? Em resposta, contei-lhe uma o sucedido omitindo alguns pontos por medo de represálias. Ele tranquilizou-me e prometeu ligar para mim caso houvesse alguma mudança. Então, enquanto aguardava as ligações continuei a dedicar.

Certo dia do mês de Fevereiro, enquanto dedicava no encaminhamento à porta da unidade, o antigo chefe ligou para mim perguntando como eu estava e se estava a fazer o quê. Eu respondi que estava de saúde e que não estava a trabalhar. Então ele contou-me que tinha começado o processo para a abertura de uma loja nova e que em breve me ligaria para voltar a trabalhar com ele. Agradeci e disse que ficaria a espera. Dirigi-me ao altar, tirei os valores que estavam comigo na pasta e fiz um donativo especial de gratidão.

No dia 26 de Fevereiro do corrente ano, participei da dedicação do grupo jovem no Pólo Agrícola do Bom Jesus. Em casa, encontrei uma chamada não atendida do meu antigo chefe. Enviei uma mensagem pedindo para voltar a ligar, mas ele já não voltou a ligar, até comentei com uma amiga dizendo para ela que meu ex-chefe só liga uma vez, assim mesmo já não vai voltar a ligar, assim aconteceu.

Não me preocupei entreguei nas mãos de Deus, no domingo, dia 27 no culto mensal dos jovens, recebi uma mensagem da operadora a dizer que o número do meu ex chefe, estava a tentar ligar. Retornei a chamada e assim que me identifiquei pediu que eu desligasse que voltaria a ligar para mim. Assim o fez. Pediu para ir ter com ele no dia seguinte na minha antiga loja.

Posto lá, eu achei que era só para conversar, mas ele pediu-me para começar a atender na loja porque ele estava com pressa e precisava sair. Trabalhei o dia todo, no final do dia, ele disse que eu voltasse a trabalhar porque os moços que trabalhavam com ele não se entendiam. Assim, ao comunicar no meu orientador o sucedido, deu-me algumas orientações e de seguida levou-me ao altar é de salientar que actualmente voltei a trabalhar no emprego anterior.

Com essa experiência, aprendi que cumprindo obedientemente as orientações nos ligamos com o Supremo Deus. Aprendi ainda que tudo que acontece nas nossas vidas é vontade do Supremo Deus e precisamos agradecer.

Faço dízimo, donativos de construção, cuido de 1 casa de membro, sou cadastrada. Encaminhei mais de 130 pessoas à igreja.

O meu compromisso é continuar a me empenhar na maravilhosa obra da salvação do mundo, levando as práticas básicas da fé Messiânica para onde quer que eu vá.

Agradeço a Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados pela permissão de conhecer este maravilhoso caminho da salvação.

Muito obrigada!

70 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário