Janeth Daniel – CA Maculusso – Região Oeste

Chamo-me Janeth Cassova Joaquim Daniel, sou membro.

Conheci a Igreja Messiânica Mundial de Angola em 2012, na Província de Benguela e por intermédio de uma missionária. O que me levou a conhecer a Igreja, foi a doença da minha filha que ficava constantemente doente.

Na Igreja fui recebida pelo plantonista que me orientou as práticas básicas da Igreja.

Depois de começar a cumprir as orientações com gratidão, minha filha que sofria de hérnia umbilical, transcorridos 4 dias, foi submetida a uma cirurgia que decorreu normalmente, a ponto de os médicos quererem saber que Igreja eu frequentava pois, tudo o que parecia difícil, de repente tornou-se fácil. Não foram necessárias transfusões de sangue e nem outros tratamentos hospitalares, tendo melhorado rapidamente para o espanto de todos nós!

A experiência de fé que passo a relatar, está relacionada com o dízimo e o donativo de construção do Solo Sagrado de África.

De há uns tempos para cá, estava em Benguela com perspetivas de viajar para Luanda, no sentido de cuidar do meu irmão que estava em estado grave num dos hospitais da capital. Entretanto, andava preocupada porque o dinheiro não seria suficiente para fazer o dízimo, o donativo de construção, como também para suportar as contas que viriam a seguir. Pensando dessa forma, foi assim que me dirigi a um ATM (Multicaixa) para consultar a minha conta. Ao tentar fazer o levantamento da quantia que necessitava para despesas com a viajem, meu corpo paralisou e começou a tremer como se estivesse a ser eletrocutada e nem o cartão e nem o dinheiro saíam da máquina. Inicialmente, as pessoas que estavam próximas a mim, pensaram que a máquina tivesse alguma avaria elétrica e saíram a correr.

Senti como se estivesse a morrer. Porém, de imediato lembrei-me de Meishu-Sama e gritei: “Meishu-Sama, me perdoa!”. Logo a seguir, voltei ao “normal” e tanto o dinheiro quanto o cartão saíram do ATM. Fui a correr até ao Johrei Center próximo desse banco e fiz o dízimo e o donativo de esforço máximo para a Construção do Solo Sagrado de Cacuaco, ficando aliviada.  Felizmente, tive apoio familiar vindo descansada para cá e o meu irmão que estava muito agitado, assim que me viu, acalmou-se. A partir daquele momento, teve uma recuperação vertiginosa para alegria e surpresa da família, como também dos profissionais de saúde. Hoje, ele goza de boa saúde!

Como gratidão, venho-me empenhando cada vez mais, nas dedicações. Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados, por conhecer este caminho da salvação!

 Muito Obrigada!

96 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário