Poema VI – 2ª Parte

  “Aqueles que conseguem perceber

o alvorecer da Era do Dia,

revelam possuir a verdadeira visão.”

(…) Tudo será exposto à Luz. Portanto, em conformidade como princípio da correspondência”, as pessoas com impurezas vão se debilitando gradativamente e as pessoas purificadas, prosperando. Assim sendo, de acordo com o grau de purificação do Mundo Espiritual, a adaptação se sucederá. Todavia, isso incorre em um sério problema, pois, quando chegar de fato a hora, por mais que o ser humano se esforce, não conseguirá resistir à força da Grande Natureza. A distinção entre o bem e o mal será bem nítida; o mal perecerá, e o bem sobreviverá.

Pelo motivo exposto, quanto mais as pessoas possuírem pecados e impurezas, não conseguirão suportar as purificações e não haverá alternativas, a não ser despedir-se deste mundo para sempre. Ao contrário, o bem conseguirá sobreviver sem dificuldade. Logo, não atingiremos tranquilidade enquanto não estivermos em condição de conseguir suportar qualquer tipo de purificação. Consequentemente, as pessoas que possuem pecados e impurezas em grande quantidade devem temer o Juízo Final. Diversamente, aquelas que os possuem em pouca quantidade, o Juízo é motivo de gratidão. Isso porque, o que virá após o Juízo Final, será o Paraíso neste mundo, onde será possível desfrutar de uma vida de prazer e alegria.

Nossa religião surgiu com o objectivo de criar o maior número possível de pessoas capazes de superar imunes o Juízo Final: esse é o grande amor de Deus e também a grande missão que Ele me atribuiu. Por ser o Johrei o único método para atingir o referido objetivo, ele não se limita a curar doenças, mas cria pessoas com qualificação para transpor o Juízo Final. Portanto, ao tomarem conhecimento de nossa atividade, creio que poderão reconhecer que nossa Igreja é realmente uma grande Arca de Noé de salvação do mundo. É exatamente por esse motivo que sua denominação é Igreja Messiânica. Pelo exposto, creio que puderam compreender, de forma geral, o significado do Juízo Final.

Jornal Eiko, no 110, “O que é o Juízo Final?”, 27 de junho de 1951

O Pão Nosso de Cada Dia pág. 50 (trechos)

67 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário