Amélia Marcolino – JC Quibala – Kwanza-Sul – R. Sul

Chamo-me Amélia Maria Morais Marcolino, sou frequentadora e dedico como encarregada do CriançÁfrica.

Conheci a Igreja Messiânica Mundial de Angola em Março de 2018, por intermédio do meu pai (em memória).

00Os motivos que me levaram a conhecer a Igreja, foram: doenças, dificuldades financeiras e homem noturno, sofrimentos que duraram 7 anos.

Frequentamos várias casas de curandeiros, profetas e hospitais, mas sem solução alguma. Uma missionária, compadecida com o nosso sofrimento, ligou para o meu pai para fazer assistência religiosa em nossa casa e o meu pai aceitou.

No dia seguinte, os irmãos da Igreja apareceram e não pouparam esforços em acompanhar a minha família. Incentivados pelo meu pai, uma semana depois, começamos a frequentar. Na Igreja fui recebida pelo plantonista que após ter ouvido atentamente o relato do meu sofrimento, orientou-me as práticas básicas que cumpri sem vacilar. Depois de 3 meses, as febres, o homem noturno e as doenças que nos atormentavam, passaram. Hoje temos uma saúde estável, durmo bem e a nossa condição financeira melhorou.

Em 2021, tive a permissão de participar pela primeira vez do intercâmbio provincial dos jovens e como preparação, peregrinei ao Município do Waco-Kungo, participando de várias actividades. Depois, às 19 horas assim que começamos a entoar as orações, o espírito de meu avô da linhagem materna, incorporou, dizendo: “Muito obrigado pelo esforço que fizeste, nós é que fizemos chegar o donativo nas tuas mãos para peregrinares e não duvides da Fé Messiânica, nós estamos a receber luz, não lamentes, tudo vai ficar bem”.

Como gratidão, materializei um donativo para a construção do Solo Sagrado de África.

A experiência de fé que passo a relatar, está relacionada com a marcha de limpeza nas casas dos membros e frequentadores.

No dia 26 de março do corrente ano, participei da marcha de visitas de limpeza em casa dos membros, onde durante a dedicação numa das casas e   durante a oração, tive a advertência dos meus antepassados, como se estivesse a sonhar; tentei descontrair pensando em outra coisa. Era o meu pai a dizer: Não é imaginação, somos nós junto com os teus irmãos; quando estão a marchar, não estão a fazer por vossa vontade, vocês são apenas instrumentos de Meishu-Sama. A purificação que me fez partir para o mundo espiritual de dor e inflamação no abdómem, ficou ultrapassada quando participaste da limpeza nas casas dos irmãos”. Ele garantiu que já estava bem, deu-me forças e coragem, me orientou a cuidar bem dos meus irmãos, empenhando-me no cumprimento da minha missão; como eu negligenciava escrever esta minha experiência de fé, encorajou-me. Muito feliz e agradecida, fiz um donativo especial.

Aprendi que, Meishu-Sama é o Messias esperado pela humanidade, o Johrei é a medicina do século XXI e que se nos empenharmos na felicidade de outras pessoas, os nossos antepassados recebem luz e ficam felizes.

O meu compromisso é de me tornar membro para melhor servir na Obra Divina. Por permissão de Deus e Meishu-Sama, encaminhei 6 pessoas à Igreja, das quais, uma se tornou frequentador ativo; faço regularmente os meus donativos, tenho a horta caseira e cuido de 2 casas num total de 10 pessoas.

Agradeço a Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados, pela permissão de conhecer este caminho da salvação.

Muito obrigada!

79 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário