Florêncio Nvuka – NJ Simindele – Cabinda – R. Norte

Chamo-me Florêncio Mbambi Bumba Nvuka, sou membro e dedico no grupo terra desta unidade.

Conheci a Igreja Messiânica Mundial de Angola, em Janeiro de 2015, por intermédio de um missionário.

Os motivos que me levaram a conhecer a Igreja foram: dificuldades financeiras e problemas para conseguir adquirir documentos de identificação como o Bilhete de Identidade; trabalhava numa bomba de combustível onde ganhava muito pouco dinheiro, que nem para me sustentar chegava.

Foi assim que, fui encaminhado à Igreja, onde me foram orientadas as práticas básicas que cumpri, notando as seguintes mudanças:

Tive a permissão de tratar o meu Bilhete de Identidade; na empresa onde trabalho, o patrão construiu uma nova bomba de combustível no Muba, Município de Cacongo, para onde fui transferido para trabalhar, passando a dedicar no Núcleo de Johrei do mesmo município.

Durante esse período de tempo, tive a permissão de construir duas casas na República Democrática do Congo, ganhando a permissão de também comprar um terreno onde já coloquei alguns materiais para começar a construção. Consegui arrendar uma casa maior e já tenho família. De realçar que o meu salário aumentou, porque sempre pratico o dízimo e donativos de construção.

Depois da purificação da Igreja em 2018, ficamos desorientados e apenas seguíamos o que nos diziam que era certo fazer.

A diretriz mudou bastante e as orientações também; factores estes que levaram muitos fiéis a enfraquecerem nas dedicações e a repurificarem inconscientemente, porque já estávamos fora da directriz da Igreja Messiânica.

Fui perdendo forças na dedicação gradativamente e meu pensamento também foi mudando.

Certa vez, conversei com alguém, com o intuito de fazer um negócio em que eu tinha que lhe facilitar alguns bidões de gasolina e em troca eu receberia um telefone digital. No dia combinado para lhe entregar os bidões, a polícia fronteiriça e fiscal, apareceu para fazer uma vistoria.

Fiquei bastante preocupado com a presença da polícia, que depois de fazerem a vistoria, descobriram todas as fontes e ligaram para o meu patrão que depois de ser multado, suspendeu todo mundo que estava de serviço naquele dia, por um tempo indeterminado.

Desesperado, voltei para a cidade sem saber o que fazer.

Depois de algum tempo, fui até à casa do meu patrão para desculpar-me e ele apenas disse que estudaria o meu caso.

Como o irmão que me havia encaminhado já havia voltado à Igreja Messiânica e notado que tinha havido mudanças, ligou para mim para saber como eu estava a passar e lhe expliquei que me encontrava nos piores momentos da minha vida. Ele pediu-me para voltar a frequentar a Igreja, indicando-me o Núcleo do Johrei Simindele.

Assim, participei do culto mensal do mês de Abril e fui entrevistado pelo Responsável, que me orientou a fazer oração e um donativo de pedido de perdão, assumindo um novo compromisso junto com os meus Antepassados e centralizar o meu foco em Meishu-Sama.

Voltei a dedicar com outro ânimo, participando de todas as atividades da Igreja.

No dia 15 de Abril, participei da marcha de distribuição de flores no mercado do Cabassango, em que foram distribuídas 120 flores de luz, 15 arranjos e 32 filosofias de Mokitchi Okada onde teve a participação de 10 fiéis, sendo 7 Membros e 3 Frequentadores.

No dia seguinte, fui fazer um pequeno trabalho para conseguir alguma coisa para a família; depois de voltar para casa, fui chamado pelo meu patrão que me disse para voltar a trabalhar; os senhores não imaginam como fiquei feliz pela actuação do Messias Meishu-Sama. Na unidade religiosa, agradeci com um donativo especial e hoje já voltei ao trabalho sem nenhum problema.

Aprendi que, nunca devemos fazer as coisas precipitadamente; aprendi também que, quando nos desviamos do verdadeiro caminho, perdemos a protecção de Deus, caindo no sofrimento e que isto sirva de grande lição para todos nós.  

O meu compromisso é de estar sempre firme neste caminho e de não mais vacilar.

Muito obrigado!

168 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário