Ilda Ngunza – NJ Simione Felimar – Região Sul – Luanda

Chamo-me Ilda Domingas Ngunza, sou missionária e dedico como encarregada do Sanguetsu.

A experiência de fé que passo a relatar, está relacionada com a gratidão, a força do Johrei e da oração.

No dia 15 de Fevereiro do ano em curso, encontrava-me concebida, com 7 meses, quando de madrugada, começou-me a escorrer um líquido muito estranho que nem mesmo eu sabia o que era; naquele momento, perguntei à minha mãe e à minha irmã, tendo elas respondido que aquilo não era normal. Fiquei preocupada, aflita e com medo, pensando que perderia novamente as bebés como tivera acontecido em 2021, mas o meu marido e a minha mãe tranquilizaram-me, agradecendo com um donativo. Quando amanheceu, comunicamos aos nossos superiores, que orientaram a entregar tudo nas mãos de Deus e a aprofundar na ministração de Johrei diariamente.

Como abriu-se uma rede da salvação em casa dos meus pais, continuei a aprofundar nas orações das 5 horas, mas a cada dia o líquido saía com maior intensidade, tanto que, de minuto a minuto tinha que trocar de roupa; isso fazia com que o sentimento de que iria abortar, estivesse mais presente. Dez dias depois, fomos a um hospital próximo, onde fizemos a ecografia e hidratação para repor o líquido que eu havia perdido. A doutora disse que tudo estava bem, que só precisava repousar bastante e acrescentou que eu não teria parto prematuro. Mesmo assim o líquido não parou de sair. No dia 26 de Fevereiro, por volta das 5 horas da manhã, a bolsa rebentou e comecei a sentir muita dor. Em seguida, fui levada ao hospital e após observação, o doutor disse que eu estava pronta para dar à luz, sendo encaminhada para a sala de parto; pela ecografia, eu iria ter gémeos. Seria necessário cesariana, uma vez que um dos bebés encontrava-se mal posicionado. Naquele momento, liguei para o meu marido que simplesmente disse: “seja feita a vontade de Deus”. Já no bloco operatório, comecei a orar entregando tudo nas mãos de Deus e do Messias Meishu-Sama. Graças a Deus, dei a luz à primeira menina às 8horas e 57 minutos e a segunda às 9horas e 45 minutos; sem passar por cesariana e mesmo sendo bebés de sete meses, deram-nos alta no dia seguinte e as meninas encontram-se de óptima saúde. Como gratidão, materializamos um donativo especial.

Com esta experiência de fé aprendi que, o Supremo Deus e o Messias Meishu-Sama estão no comando de tudo e que quando confiamos entregando tudo nas Suas mãos, todos os nossos problemas são solucionados.

O meu compromisso, é de cuidar das outras pessoas e de continuar a honrar e a cumprir com as minhas tarefas.

Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados, pela permissão de conhecer este maravilhoso caminho da salvação.

Muito obrigada!

93 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário