O Espírito Precede a Matéria – 2ª Parte

(…) Passemos, agora, ao segundo tipo de nuvens, isto é, as que se projectam do corpo para o espírito. Neste caso, primeiramente o sangue se turva e, como consequência, surgem nuvens no espírito. Originariamente, o sangue do corpo humano é a materialização do espírito; ao contrário, o espírito é a espiritualização do sangue. Em outras palavras, espírito e matéria estão integrados. Assim, quando as nuvens se condensam e se reflectem no corpo, transformam-se em sangue turvo e, ao ficarem ainda mais densas, transformam-se em nódulos. Estes, depois de dissolvidos e liquefeitos, são eliminados por diversos pontos do corpo. A dor e o sofrimento decorrentes desse processo constituem aquilo a que se dá o nome de doença. Assim, o que se projecta a partir do corpo físico é o sangue turvo.

Então, por que surge o sangue turvo? A causa é bastante surpreendente: são os medicamentos(60), que, paradoxalmente, ocupam a posição de maior destaque nos tratamentos médicos. Como todo medicamento é veneno, quanto mais utilizá-lo, mais o sangue se turva, e a realidade é a maior prova do que dizemos. Portanto, estando a pessoa sob tratamento médico, não é de se estranhar que a doença se prolongue ou piore, ou que até surjam outras doenças.

Se o sangue turvo existente no corpo se reflecte no espírito em forma de nuvens espirituais e estas se tornam a causa das doenças, o próprio método de curar as doenças acaba tornando-se o meio de criá-las. Não se conseguirá a erradicação completa das doenças se, primeiramente, não forem removidas as nuvens do espírito, uma vez que a lei universal estabelece que o Espírito Precede a Matéria. Já o nosso método, que é a aplicação dessa lei, cura completamente as doenças por meio da purificação do espírito. Por essa razão, ele é chamado de Johrei, que significa “purificação do espírito”. Por desconhecer tal princípio, a medicina convencional despreza o espírito e tenta curar apenas o corpo. Logo, por mais que ela progrida, as curas serão sempre temporárias.

Podemos ver pela realidade que os tratamentos médicos não trazem a cura definitiva. Mesmo que se diga que houve a cura, na maioria das vezes, a doença volta a se manifestar. No caso de apendicite, por exemplo, por extrair-se o apêndice, não há como ela surgir novamente. No entanto, torna-se mais fácil a ocorrência de doenças nas proximidades de onde estava o apêndice, tais como a peritonite e as doenças renais. Isso ocorre porque as nuvens espirituais permanecem, produzindo novamente sangue turvo, que se concentra em outro local.

Vejamos, agora, as mudanças que se verificam no sangue turvo. Quando este sangue se adensa, devido ao contínuo processo de purificação, as partículas do sangue vão embranquecendo gradativamente. Isso é o pus. Pus misturado com sangue indica que as mudanças ainda estão em processo. Num estágio mais avançado, tudo se transformará em pus. Desta forma, podemos compreender o motivo de o catarro expectorado pelos tuberculosos vir, ou não, acompanhado de sangue. Creio que os termos fagocitose e glóbulos brancos bem como glóbulos vermelhos, empregados pela medicina, são pertinentes a assuntos que remetem a casos semelhantes ao que citei.

Pelo exposto, acredito que compreenderam a relação entre espírito e matéria.

15 de agosto de 1951
Alicerce do Paraíso Vol. 1

(60) Segundo órgão brasileiro competente, ligado ao Ministério da Saúde, medicamentos são fármacos (substâncias químicas que modificam uma função fisiológica) com propriedades comprovadas cientificamente. Os fármacos estão presentes não apenas nos medicamentos, mas também nos cosméticos, produtos de higiene, agrotóxicos, aditivos alimentares, medicamentos veterinários.

84 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário