Kuiva Joana – Vila Verde Camama – R. Centro Sul

Chamo-me Kuiva Joana, sou membro e dedico como auxiliar do grupo lua.

Conheci a Igreja Messiânica, por intermédio da minha irmã membro da nossa Igreja.

Os motivos que estiveram na base do meu encaminhamento foram; marido noturno, mortes constantes na família e desemprego.

O meu esposo estava desempregado. Como nessa altura já tinha algum tempo desde que me tinha tornado membro, disse-lhe para falar com Meishu-Sama porque já começava a acreditar que Ele faz milagres. O meu esposo ficou relutante mas mesmo assim fomos juntos ao altar e diante do retrato do Messias Meishu-Sama, fizemos uma prece para que Deus e Meishu-Sama lhe concedesse um emprego.

Uma semana depois, ele foi chamado para fazer um teste e foi admitido numa empresa bancária como gerente na área administrativa. Por causa da responsabilidade, tivemos que nos mudar para um bairro com melhores condições e assim vimos a nossa vida melhorar significativamente.

A experiência de fé que passo a relatar, está relacionada com a ingratidão.

Alguns meses depois, a nossa filha partiu para o Mundo Espiritual. Eu caí na lamúria, passei a criticar a Igreja e com isso acabei por me afastar. Tanto eu como o meu esposo passamos a frequentar uma outra religião. Um ano depois, ele também passou para o Mundo Espiritual e eu fiquei sem chão, desorientada e sem saber o que fazer.

Reflectindo sobre a minha postura de até então, decidi voltar a frequentar a Igreja Messiânica. Fiz um donativo especial de pedido de perdão aos meus Antepassados. Passei a aprofundar mais nos ensinamentos de Meishu-Sama preocupando-me em cuidar das pessoas. Ingressei no Grupo da Sociedade da Mulher Messiânica e verifiquei as seguintes mudanças:

– As mortes na família cessaram, o marido noturno que tanto me atormentava passou e o desemprego quase não se faz sentir. Ganhei também a permissão de cuidar da minha irmã que há 14 anos tinha dificuldades para engravidar. Com o Johrei e a Flor, hoje ela já tem duas filhas e é frequentadora.

– A minha sobrinha que só vivia de convívios, firmou uma relação e já lhe fizeram o pedido de casamento.

– Um frequentador que estava acamado com trombose e o filho não lhe dava atenção, através da assistência com o Johrei, hoje já se levanta e caminha pelo quintal. O filho já se preocupa com ele, dando-lhe assistência financeira.

Aprendi que, quando nos empenhamos na dor e no sofrimento das outras pessoas, tudo na nossa vida se transforma em felicidade.

Agradeço ao supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados, pela permissão de conhecer este maravilhoso caminho da salvação.

Muito obrigada!

86 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário