Cândida Adão – NJ Morro de Areia – Região Centro Sul – Luanda

Chamo-me Cândida Miguel Adão, sou membro e dedico como Encarregada do Sorei-Saishi.

A experiência de fé que passo a relatar, está relacionada com o donativo do Altar do Lar.

Em Dezembro de 2021, estava a purificar com fortes dores pelo corpo, febres constantes e emagrecimento severo. Desesperada com a situação e após muitas reflexões a fim de encontrar a causa do problema, lembrei-me que a minha mãe havia falecido com os mesmos sintomas. Preocupada, decidi falar com o responsável que, com sabedoria orientou-me a fazer o donativo especial de abertura para obter o Altar do Lar. Sem vacilar, aceitei a orientação, mas sem esperança alguma de conseguir pois, não estava a trabalhar, porque a empresa onde eu trabalhava foi à falência em 2015.

A empresa tinha me pedido que reunisse todos os documentos, para dar entrada na segurança social, uma vez que tenho vários anos de serviço. Surpresa, em pouco tempo consegui tratar a maioria dos documentos, mas faltava um que por sinal era o principal de todos e por mais que me esforçasse não conseguia adquirir. Foi assim que, resolvi esquecer e entregar a situação nas mãos de Deus.

Entretanto, fui dedicando e pedindo perdão pelos pecados que eu e os meus Antepassados cometemos consciente ou inconscientemente. Horas depois, enquanto dedicava, recebi a ligação de um colega, procurando saber se tinha conseguido reunir os documentos da reforma, respondi-lhe que já os havia entregado na empresa, faltando apenas um que não conseguia tratar, tendo ele respondido que ficasse calma que tudo iria se resolver.

Passados alguns dias, enquanto dedicava, recebi outra ligação do mesmo colega, dizendo que já tinha dado entrada aos meus documentos, mesmo faltando um. Admirada, nem acreditei que fosse verdade, mas, dias depois tudo foi confirmado quando, recebi uma mensagem que dizia: “No final do mês, podes ir ao banco consultar o seu ordenado!”. Espantada, agradeci a Deus e a Meishu-Sama, pela grande graça recebida, pois assim já poderia materializar o meu donativo para o Altar do Lar, que logo fiz acompanhada do responsável.

Dias depois, a minha saúde começou a restabelecer-se, mas no terceiro mês a ingratidão tomou conta de mim, deixando para segundo plano, o compromisso assumido com o Altar do Lar. No quinto mês, a minha saúde e outras situações em minha casa iam de mal a pior; tinha sentimentos de morte, ouvia vozes que diziam-me para chamar a minha família de forma a despedir-me deles.

De noite, já deitada, comecei a reflectir sobre a minha vida, pensando no compromisso que havia assumido. Senti como se tivesse alguém dentro de mim a dizer: “Este dinheiro fomos nós quem criamos condições para chegar até você, com o propósito do Altar do Lar e agora queres fazer outra coisa? Se morreres, vais conseguir realizar esse plano que pretendes com esse dinheiro que estás a guardar?”. Assustada, levantei a correr, comecei a pedir perdão e lembrei-me do dinheiro guardado.

No dia seguinte, corri para a unidade religiosa fiz um donativo de pedido de perdão e dei sequência ao donativo do Altar do Lar que já havia começado. Dessa forma, as coisas ganharam melhor impulso, tanto do lado pessoal como do familiar. Feliz, materializei outro donativo especial e como gratidão por essas graças, passei a acompanhar casas, de onde passo a relatar a seguinte ocorrência:

  • Uma frequentadora, que adoecia muito e estava sem emprego durante muito tempo, enfrentava conflitos conjugais. O marido dela sempre que chegasse à casa, espancava-lhe brutalmente e a deixava sozinha. Ela começou a frequentar a Igreja e foi feita a limpeza profunda em sua casa, a horta-caseira e ornamentação com flores. Uma semana depois, conseguiu emprego. A patroa lhe tem ajudado bastante, e a sua saúde está completamente restabelecida.

Com esta experiência, aprendi que quando cumprimos com as orientações, todos os nossos problemas são resolvidos e ganhamos consciência de que não existimos por nós mesmos, mas por permissão de Deus.

Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados, pela permissão de conhecer este maravilhoso caminho da salvação.

Muito Obrigada!

100 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário