Idalina Nambelo – JC Cunje – Região Centro-Sul – Área Bié/Kuito

Chamo-me Idalina Tchinhangãla Elombo Nambelo, sou frequentadora e dedico como assistente no Sector do Sanguetsu.

Conheci a Igreja Messiânica em Junho de 2021, por intermédio do meu irmão mais velho.

Os motivos que me levaram a conhecer a Igreja, foram as mudanças que ocorreram na vida do meu irmão.

No princípio, ouvíamos dizer que a “Igreja Messiânica era estranha. Lá invocam nomes dos mortos”. Isso levou-nos a classificá-la de igreja demoníaca. Como o meu irmão era o que mais criticava a igreja, fruto da sua curiosidade, decidiu chegar até lá, para falar com o pastor e receber alguns esclarecimentos em relação ao que ouvíamos e até que ponto isso tinha fundamento. Para a nossa surpresa, a partir do dia seguinte, ele começou a frequentar a igreja.

Ao nos apercebemos que o nosso irmão estava na igreja, ficamos preocupados, e comentamos: “Será que deram algum medicamento para lhe cegar? Será que lhe prometeram riqueza?! Isso é azar! Sempre encaramos o nosso irmão como um homem lúcido e que gosta de buscar a profundidade das coisas, como foi possível dominarem-lhe a esse ponto?”.

No dia seguinte, a minha cunhada veio ter comigo e passou-me a seguinte informação: “Cunhada, o teu mano disse que vai frequentar aquela igreja, então se for para entregar pessoas, terá que levar os teus filhos, uma vez que és irmã dele, porque nos meus, ele já está consciente que não pode mexer!”. Naquele momento, confesso que pensei em me mudar de bairro pois vivemos próximos.

Contrariamente ao que pensávamos, os filhos dele que estavam doentes, começaram a recuperar e ele mesmo passou a apresentar um quadro muito melhor. Ao notar essas transformações, decidi também experimentar, pois tinha duas filhas que apresentavam um quadro de saúde complicado. Uma sofria de Dispepsia (má digestão) e isso causava-lhe perda de apetite, o outro possuía dois orifícios umbilicais, que causavam muita dor. Já tínhamos feito vários tratamentos hospitalares e até tradicionais, mas sem nenhum resultado satisfatório.

Num domingo, fui conhecer a igreja e fiquei bastante impressionada quando vi os oficiantes a subirem ao altar; pareciam anjos, pois além de estarem bem-trajados, marcavam passos sincronizados. Senti-me bem, pois era como se os meus sofrimentos já tivessem terminado. No dia seguinte voltei para lá e fui recebida pelo plantonista que, depois de me ouvir, orientou-me as Práticas Básicas que fui cumprindo. Em pouco tempo as mudanças começaram a ser notórias. Uma semana depois, os meus filhos estavam melhores.

A experiência de fé que passo a relatar, está relacionada com o empenho nas dedicações.

Vivia várias inquietações no lar, intrigas que tanto eu como o meu marido não entendíamos, pois, os familiares dele queriam que nos separássemos, porque desconfiavam que eu fosse feiticeira. Foi assim que, ele decidiu que mudássemos de casa para nos afastar um pouco desse ambiente e reduzir a pressão a que éramos submetidos, mas mesmo assim não nos sentíamos tranquilos. Importa salientar que, no passado eu sentia a presença de homem noturno, estava sempre mal disposta, cansada e aborrecida. Sentia dores no baixo-ventre e também sintomas parecidos ao de uma mulher grávida, mas os testes davam sempre negativo. Ao conhecer a Igreja, pouco tempo depois fui orientada a dedicar no Sector do Sanguetsu, confecionando Ikebanas junto da encarregada. Passei também a participar das marchas, a fazer assistência religiosa e abertura de hortas caseiras. Durante esse período, fui-me sentindo melhor, pois sentia-me entusiasmada com a dedicação.

No final do mês passado, manifestou um espírito que dizia que vir para pedir perdão, explicando que era o irmão de um senhor que no passado queria ficar comigo; por eu não o ter aceitado, orientou o irmão que já falecera que passasse a controlar-me, fazendo de mim a sua esposa até que eu partisse para o outro lado. Ainda disse: “Durante esse tempo eu ando com essa mulher(eu), onde ela vai eu estou, só que desde que passou a trabalhar com as flores, eu perdi a força, pois estou presente, mas já não consigo fazer nada. Ela também já estava grávida de mim, mas com todo esse trabalho que ela tem feito, a gravidez está a se desfazer. Fiquei cansado, por isso vim pedir perdão e quero sair da vida dela!”. Depois do espírito ter dito isso, o responsável que estava ao lado perguntou: “E o que queres que ela faça para te perdoar e cortar essa ligação?”. O espírito respondeu: Que ela faça pelo menos a metade do valor do seu negócio, para que eu possa entrar na luz!”. O responsável voltou a questionar: “E como fica o teu irmão com o qual você firmou compromisso?”. Ele fica na vida dele e eu vou seguir o meu caminho respondeu o espírito, pondo fim ao compromisso a que se referiu.

Fui orientada a materializar um donativo especial com o valor total do negócio. Graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama sinto-me bastante aliviada. Além disso, as intrigas no meu lar deixaram de acontecer, voltei a ter boa convivência com a família do meu esposo que eliminou a ideia de que eu era feiticeira. Os meus negócios também tiveram outro impulso.

Meishu-Sama é realmente o Messias que estávamos à espera. A igreja Messiânica veio para construir o Paraíso na terra. Entendi que nada acontece por acaso e que por detrás de cada situação há sempre um antepassado em busca de salvação.

Desejo me tornar membro para poder levar a luz do Messias à vida das pessoas que sofrem tal como eu sofri.

Por permissão do supremo Deus e Messias Meishu-Sama encaminhei cerca de 43 pessoas das quais 2 estão a frequentar. Tenho feito um esforço para cuidar da casa de um frequentador. Já tenho a horta em casa, procuro fazer correctamente os donativos e cumprir com o meu plantão na unidade.

Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados, pela permissão de conhecer este maravilhoso caminho da salvação.

Muito obrigada!

76 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário