Helena Nguimbi – Região Leste – NJ 1 de Junho

Chamo-me Helena Nguimbi e sou membro.

Conheci a Igreja Messiânica, em Abril de 2022, por intermédio de uma amiga que nem frequentadora era, mas ao ouvir falar sobre os milagres com o Johrei e outras práticas, devido aos problemas que eu atravessava, incentivou-me a procurar a Igreja.

A experiência de fé que passo a relatar, está relacionada com o Johrei e a implementação da horta caseira:

Quando conheci a Igreja, foi numa altura em que o meu filho sofria de Epilepsia, com crises constantes, caindo 20 vezes por dia, tendo-lhe causado problema na fala, paralisou os membros inferiores, falta de apetite e fazia febres altas constantemente.

Na tentativa de dar solução a este sofrimento, durante 3 anos, frequentei vários hospitais, igrejas e casas de curandeiros, gastando avultadas somas em dinheiro sem obter resultados desejados. Depois de conhecer a Igreja e de cumprir com as práticas básicas, todo esse sofrimento foi ultrapassado.

Devido à distância da minha casa para o Núcleo de Johrei, decidi dedicar numa Rede de Salvação perto de casa. Na rede, comecei a ter dificuldades para receber Johrei, devido à falta de membros; foi assim que comecei a distanciar-me deixando de frequentar. Devido à minha falta de gratidão, comecei a receber advertências dos meus antepassados; o meu filho começou a purificar novamente com os mesmos problemas e durante 3 semanas. Fiquei muito apavorada e achei melhor explicar ao meu marido o que se estava a passar, no que ficou bastante revoltado comigo, dizendo-me palavras chocantes e não só, que deixaria de assumir as despesas da casa, uma vez que vivemos na casa de renda; arrumou uma parte da sua roupa e retirou-se de casa. As pessoas mais próximas a mim, quando tiveram conhecimento do que se estava a passar, aconselharam-me a procurar solução nas casas dos curandeiros, mas não aceitei porque no passado já tivera resultados desagradáveis, indo a esses sítios.

Como ele não melhorava, pelo contrário piorava ainda mais, resolvi ir até ao Núcleo de Johrei pedir perdão e ao mesmo tempo receber orientação superior. Depois de três semanas de assistência, como a situação se mantinha, foi uma equipa para assistência religiosa à minha casa, onde se implementou a horta caseira. No momento em que mexíamos com a terra, surpreendentemente a criança que se encontrava paralisada levantou-se, começou a andar, facto que deixou-nos espantados e admirados; a sua irmã com medo, começou a gritar “vai cair, vai cair, ele vai cair” graças a Deus, mesmo fraco corria a volta do quintal tendo deixado felizes os seus familiares e os participantes desta dedicação inclusive a vizinhança; com a vossa permissão, tenho a honra de apresentar o menino.

Desde aquela data, melhorou consideravelmente e continua a receber muito Johrei; quanto ao meu marido, apareceu em casa com uma mochila cheia e devido às dificuldades que eu estava a enfrentar, pensei que fosse bens alimentares, mas ao verificar, percebi que era roupa suja. Naquele mesmo dia passou a noite em casa, mas quando amanheceu, voltou a retirar-se novamente; sem outra alternativa em relação à mochila com as roupas sujas, lavei toda a roupa com um profundo sentimento de muita gratidão e à medida que lavava, sentia que me desapegava de todos os problemas que eu carregava no meu coração.

Depois dessa pequena acção altruísta, o mesmo mudou de atitude, pagou a renda de casa, comprou o gás de cozinha e deu alguns valores para a alimentação, o que deixou-me muito feliz; acreditei no ensinamento de Meishu Sama quando diz que o coração agradecido comunica-se com Deus.

Com esta mudança, materializei um donativo para participar da construção do Solo Sagrado de África, a fim de agradecer todos os milagres que tenho recebido de Meishu-Sama. Hoje tenho outra compreensão e vivo entregando tudo nas mãos de Deus e sou candidata à próxima outorga.

Aprendi que, os ensinamentos do Messias Meishu-Sama são verdadeiros e que a ingratidão nos cria sofrimento, no que perdemos a oportunidade de sermos felizes.

O meu compromisso é de tornar-me membro para melhor cumprir a minha missão. Com a permissão do Supremo Deus e do Messias Meishu-Sama, encaminhei 4 pessoas à Igreja e todos estão a frequentar; tenho a horta caseira, faço dízimo, donativo diário e de construção.

Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados, pela oportunidade de conhecer este maravilhoso caminho da salvação.

Muito obrigada!

222 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário