O Tempo Presente e o Mundo Espiritual

Actualmente, o mundo enfrenta uma crise de grandes proporções jamais vista na história. Evidentemente, a ideia de que a Terceira Guerra Mundial é inevitável domina quase toda a humanidade. Por ser um problema bastante sério, que envolveria mais de cinquenta países, a extensão de seu impacto também seria sem precedentes.

Esta é a imagem do mundo atual, que se projeta à vista de qualquer um. Todavia, o Mundo Espiritual é a origem de tudo o que ocorre neste mundo e, se não conhecermos sua realidade, evidentemente, não poderemos descobrir a origem dos problemas. Somente com essa compreensão, teremos uma ideia mais clara quanto ao futuro e obteremos uma profunda paz de espírito. É sobre esse tema que vou discorrer.

Para que o Supremo Deus, dentro de Seu plano, pudesse construir o Paraíso Terrestre no futuro, foi necessário fazer com que a cultura material progredisse até determinado ponto. Nesse sentido, Deus criou o bem e o mal e foi pelo atrito entre ambos que se alcançou o extraordinário progresso material da atualidade. Agora, chegou-se a um passo do surgimento do Paraíso. Isso é algo ao qual sempre me refiro, mas tive que fazê-lo novamente, pois as pessoas que nunca ouviram falar sobre o assunto, teriam dificuldade de compreender o que vou expor a seguir.

Desde que os seres humanos foram criados no Mundo Espiritual, ali mesmo, iniciou-se o conflito entre eles. Os mais fortes queriam apoderar-se de todas as regiões existentes na época, dominando-as conforme sua vontade. Para tanto, recorriam à violência, sem distinguir o bem do mal, tal como ocorre presentemente. Assim, pouco a pouco, a inteligência humana foi-se desenvolvendo e, à medida que a população aumentou, a dimensão das lutas se ampliou, tendo-se chegado à atual situação.

O plano de conquista da supremacia mundial foi elaborado há mais de dois mil anos, e seu chefe era certo espírito de dragão[2] de grande poder no Mundo Espiritual. Uma divindade foi influenciada espiritualmente por esse espírito que, utilizando os meios mais atrozes, quis manipular o mundo a seu bel-prazer. Para atingir seu objetivo, recorreu indiscriminadamente a todos os meios e, durante algum tempo, achou que fora bem-sucedido. Todavia, ao alcançar 99% de seu objetivo, fracassou. Por fim, esse espírito recebeu severa punição do Supremo Deus e, por um tempo, arrependeu-se, voltando a ser uma entidade do bem. Posteriormente, grandes personalidades de cada época foram influenciadas por tal espírito, que procurou levar a cabo seu plano de dominar o mundo. Fracassou sempre, mas não aprendeu a lição, e até hoje continua lutando tenazmente. Desde a antiguidade, as pessoas consideradas grandes personagens ou heróis se enquadram nessa descrição. A história nos mostra que, embora eles fossem muito poderosos na época, acabaram tendo um final infeliz. São exemplos disso César, Napoleão, Guilherme II, Hitler e outros.

Creio que, com o que escrevi, os leitores já tiveram uma noção sobre a origem da situação actual.

Referindo-me aos personagens que mencionei, sempre digo que eles são os “chefões” que têm o papel de destruir o mundo. Afinal, até agora, o mundo não era verdadeiramente civilizado, e mesmo o ser humano apresentava um lado selvagem. Em termos espirituais, a humanidade cometeu muitos pecados e acumulou impurezas; portanto, a necessidade de uma ação purificadora surge ocasionalmente. Para isso é preciso haver alguém que desempenhe o papel de destruição e também o de limpeza. Assim compreenderão que o aparecimento de heróis que desempenham o papel de limpeza é igualmente uma manifestação do Plano de Deus. Portanto, não adianta indignar-se ou perder a esperança. Para finalizar, vou escrever um pouco sobre a minha pessoa.

No ano passado, de maio para junho, devido a um inesperado incidente,[3] passei na prisão por momentos de sofrimentos, impostos pela polícia. Nessa ocasião, fui atormentado pela legião do citado espírito de dragão, que influenciou espiritualmente os investigadores. Nos momentos em que eles se excediam, meu espírito protetor guardião interferia e, assim, eu conseguia algum descanso. Embora fossem autoridades, na verdade, eles foram manipulados por esses espíritos. Passado algum tempo, quando eles se derem conta do que fizeram, sem dúvida, se lamentarão e pensarão: “Por que será que eu fiz aquilo?”.

Apresentei apenas uma pequena parcela a respeito do Mundo Espiritual, mas acredito que, de alguma forma, será uma referência útil. Na realidade, se eu tivesse me aprofundado mais, poderia ter elucidado o assunto melhor. Lamentavelmente, não poderei fazê-lo em virtude do Plano Divino.

25 de Fevereiro de 1951, Alicerce do Paraíso vol. 2

[1] Título anterior: “Situação do mundo contemporâneo e o Mundo Espiritual”.

[2] Espírito de Dragão: Ser espiritual da mitologia japonesa responsável por fenômenos naturais como o vento, a chuva, o relâmpago e outros, com o objectivo de purificar o ambiente terrestre. Existem também dragões malignos, como por exemplo, os dragões pretos e vermelhos. O dragão vermelho é conhecido na Bíblia pelo nome de “Satanás”.

[3] Inesperado incidente: Para saber detalhes, vide o livro Luz do Oriente, volume 2 – A perseguição religiosa.

138 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário