Os Três Tipos de Toxinas

Conforme eu já explanei, a origem de todas as doenças são as toxinas, que podem ser de três tipos: hereditárias, urinárias e medicamentosas. Vou expor de forma mais detalhada.

Que são toxinas hereditárias (nendoku)? Pode-se dizer que são toxinas medicamentosas que foram transmitidas geneticamente e que, ao longo de várias gerações, acabaram se transformando em um tipo de toxina.

Na história do Japão, há um facto que corrobora esta afirmação: Consta que a varíola surgiu no Japão há mais de 1300 anos, a partir da época do Imperador Kinmei [509–571]. No décimo terceiro ano do seu reinado, o budismo foi introduzido no país e, pouco tempo depois, houve o surto de uma epidemia desconhecida em diversas regiões. Os conselheiros da época atribuíram essas ocorrências à fúria dos deuses japoneses em virtude da introdução do budismo, cujas atividades, por conseguinte, foram proibidas no país. Como a epidemia não cessou, concluiu-se que ela não tinha nenhuma relação com o budismo, que foi novamente permitido. Com base em minhas observações, a epidemia foi causada pela introdução dos medicamentos chineses, muito anterior à introdução do budismo. Aquela epidemia, obviamente, era de varíola.

A medicina aponta a sífilis hereditária como sendo a causa de diversas doenças. Aliás, na Alemanha, existe um grupo que defende a tese de que a sífilis é a causa de todas as doenças. Eu, no entanto, suponho que a chamada sífilis hereditária seja uma visão equivocada das toxinas hereditárias, pois são muitos os portadores da doença cujos pais e avós não têm histórico de sífilis.

As toxinas urinárias são resíduos de urina gerados pelo enfraquecimento da função renal. Segundo a própria medicina, a função dos rins é a eliminação da urina e a produção de hormónios. O resíduo dos alimentos e das bebidas que não foram absorvidos é eliminado em forma de fezes e de urina. Já as substâncias estranhas ao organismo [os xenobióticos]  como eu já disse anteriormente, não conseguem ser eliminadas. Elas saem dos rins, alojam-se na parte exterior dos mesmos, acumulam-se e se transformam em nódulos à sua volta. Como resultado da pressão desses nódulos, os rins ficam atrofiados, surgindo resíduos de urina que, pouco a pouco, vão se acumulando e se solidificando nos dois lados da coluna vertebral até os ombros, provocando o enrijecimento destes e das costas. Em seguida, eles se deslocam para outros locais como: medula oblonga, glândulas linfáticas, glândulas parótidas, amígdalas etc. A periodontite é uma doença em que essas toxinas urinárias são expelidas pelas gengivas; portanto, ela constitui a eliminação por via oral da urina putrefata. Ao saberem a origem dessa doença, creio que as pessoas sentirão repugnância. Dessa forma, podemos dizer que as toxinas urinárias são a causa de todas as doenças.

Quanto às toxinas medicamentosas , dispensam-se maiores detalhes, pois já falei sobre o assunto, mas acho necessário explicar suas formas de manifestação. As dores e os sofrimentos causados por elas são, principalmente, elevação da temperatura corporal, dores, coceira, diarreia, vómito, paralisia, mal-estar etc. A elevação da temperatura corporal, segundo minha experiência, é proporcional à quantidade de toxinas medicamentosas e pode-se até dizer que quase não se observa a ocorrência deste sintoma entre pessoas que nunca tomaram medicamentos. No tocante às dores, as produzidas pelos medicamentos ocidentais em geral são agudas, como sensações de espetadas de agulhas, dores lancinantes, dores intensas e de curta duração etc. Já a maioria dos medicamentos chineses produz dores brandas. A coceira geralmente é causada pelos medicamentos ocidentais; as injeções de cálcio, especialmente, provocam reação alérgica e, por isso, requerem cautela.

Existe um método para se distinguir os três tipos de toxinas mencionadas. No caso das toxinas hereditárias, quando se pressionam os nódulos com as pontas dos dedos, não há sensação de dor; no caso das toxinas urinárias, a dor é leve; tratando-se de toxinas medicamentosas, a dor é intensa. Com bastante treino, não é tão difícil fazer essa distinção.

5 de Fevereiro de 1947

Alicerce do Paraíso vol.3

Nendoku: este é um termo em japonês criado por Meishu-Sama. É uma abreviação de ten’nento dokuso que literalmente significa “toxina da varíola”.
92 Varíola: em japonês ten’nento. Doença infecto-contagiosa considerada extinta em 1980 pela Organização Mundial de Saúde.

Xenobióticos: (do grego, xenos = estranho) são compostos químicos estranhos a um organismo ou sistema biológico. Pode ser encontrado num organismo, mas não é normalmente produzido ou esperado existir nesse organismo. O termo é também aplicado a substâncias presentes em concentrações muito mais elevadas que o nível normal. Em específico, medicamentos tais como antibióticos são xenobióticos em humanos porque o corpo humano não os produz nem fazem parte da dieta humana.

Toxinas medicamentosas: veja explicação no Ensinamento “Análise das toxinas” neste volume e nota de rodapé n° 79.

Nódulos: neste caso, Meishu-Sama se refere a estruturas arredondadas de tamanhos variados existentes em algumas partes do corpo.

174 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário