“… devemos vencer a barreira de ministrar Johrei em qualquer lugar…”

🙎🏿‍♀️Augusta Vissapa Margarida Armindo | Região Centro Sul- Centro de Aprimoramento do Bié

📍 Província do Bié

🇦🇴ANGOLA

Sou membro e dedico como assistente de liturgia.

A experiência de fé que passo a relatar, está relacionada com a ministração de Johrei.

No mês de Agosto, viajei para a Província de Benguela, com o intuito de realizar algumas provas lá, ficando hospedada em casa dos meus tios.

Sempre que saía para realizar as minhas atividades, tirava cópias dos ensinamentos e distribuía nas ruas e escolas: muitas eram as vezes que oferecia mais de 150 cópias de ensinamentos, o que me proporcionava paz de espírito.

Depois de algum tempo, quase todas as crianças de casa, começaram a ficar doentes e mesmo com vários tratamentos hospitalares, elas não melhoravam.

Dentro de mim criou-se um forte sentimento de ministrar Johrei no que, perguntei à minha tia se podia fazer a oração da minha Igreja a todas as crianças, tendo ela aceite.

Passei uma semana a ministrar Johrei de forma intensa, acompanhado com leitura de ensinamentos; também realizei limpeza na casa toda, colocando flores em todos os compartimentos. Quando a tia chegou, ao ver a casa toda limpa e ao olhar para as flores, exclamou: “Que lindas”. Depois disso, ganhei coragem e expliquei a ela sobre a importância das flores e da energia positiva que elas carregam para os lares, deixando ela satisfeita com a explicação.

Depois de duas semanas, as crianças melhoraram satisfatoriamente, poupando assim a economia dos pais, pois já não havia necessidade de levá-las ao hospital e nem de comprar remédios.

Em casa, todos reconheceram que as crianças só haviam melhorado graças ao Johrei que receberam; a partir dali, a maior parte da família passou a pedir-me Johrei diariamente.

Algo que muito me marcou, foi quando a minha tia viu que a flor do seu quarto estava seca e chamou-me para ajudá-la a confecionar uma outra.

Depois de um mês, o meu tio que vive em um outro município, pediu que o fosse visitar. Posta lá, no dia seguinte, o seu filho começou a purificar com gripe e tosse intensa, ficando com dificuldades para respirar. Sendo uma criança de apenas três anos de idade, eu me sentia incomoda ao vê-la naquele estado; foi aí que perguntei ao meu tio se podia fazer uma oração para ele, no que ele não vacilou e em menos de uma semana de Johrei intensivo, a criança melhorou satisfatoriamente.

Depois disso, tive um sonho onde todos os jovens estavam juntos e o responsável nos pedia para conversar com as estrelas, quando comecei a falar, os meus avós vieram e disseram: “ Augusta, nós estamos contigo” mostrando um semblante de muita alegria, o que se refletiu também em mim. Pude perceber que os meus Antepassados estavam satisfeitos com a minha dedicação e materializei um donativo por gratidão a eles.

Aprendi com esta experiência de fé que, devemos vencer a barreira da vergonha e ministrar Johrei em qualquer lugar, pois podemos ser utilizados por Deus para salvar vidas.

Agradeço ao supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados, por pertencer a este maravilhoso caminho da salvação.

Muito obrigada! 

Augusta Vissapa

 

 

64 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário