“… é possível sermos felizes levando a felicidade para as outras pessoas…”

🙎🏾‍♂️António Faustino Mucolu | Região Centro Sul- Johrei Center Pacavira ( Rio Seco)

📍 Província de Luanda

🇦🇴ANGOLA

Sou membro e dedico como encarregado de uma Rede de Salvação.

Conheci a Igreja Messiânica, por intermédio do meu irmão. Os motivos que estiveram na base do meu encaminhamento foram: conflitos familiares e maus sonhos.

Vim para a Sede Central de África e gostei do culto; nesse dia, os conflitos começaram a minimizar e como eu era vizinho da Igreja, logo pedi orientação que ao cumprir, a minha vida mudou satisfatoriamente.

A experiência de fé que passo a relatar, está relacionada com o cumprimento das orientações superiores.

No ano passado, exactamente no mês de Novembro, o meu filho de 12 anos foi para a escola e lá, começou a complicar-se com a colega de 16 anos. Na saída da escola, lutou com a colega e, ela com raiva, pegou num lápis e picou no braço esquerdo do meu filho. Ele não ligou, achando que fosse algo normal, mas quando reparou, estava a sair muito sangue; foi a correr para casa, explicou à mãe e fez-se o curativo. Dias depois, o braço começou a inflamar. Fui ter com a responsável que ouviu-me e orientou-me o seguinte: a agradecer a purificação do menino, a receber 10 Johrei por dia e a levá-lo aos cultos na 4ª feiras para intensificar o recebimento de Johrei e aprofundar nas práticas básicas. No cumprimento dessas orientações recebidas, a purificação acelerou, levando-me a ir à casa da família da colega, onde a mãe fez uma medicação que não resultou em nada. Preocupados, fomos para o hospital onde foi observado e diagnosticado  ferida crónica. Fez alguns exames com raio x e análises, mas não acusou nada. Após ter participado do culto mensal do passado mês de Setembro, onde o Reverendo passou a orientção de distribuir uma flor por dia, como preparação do Culto às Almas dos Antepassados, nós assumimos eu e a minha esposa, um compromisso de distribuir 400 flores juntamente com os nossos Antepassados e acelerar a assistência aos vizinhos, como encarregado de Rede de Salvação do Bairro onde moro. No dia do nosso plantão, a esposa adquiriu 50 flores e foi distribuir, onde fez a abertura de casas e deu assistência religiosa. No dia seguinte, o menino disse: “mamã o lápis está a querer sair”. Assustada exclamou, lápis? Onde está a sair? Ele respondeu, no braço esquerdo…

Liguei para a responsável que me orientou a agradecer com um donativo, mexer com a horta caseira e a distribuir flores no Bairro; mesmo cansado, coloquei a orientação em prática. No dia seguinte às 5horas do dia 30 de Setembro, o lápis fez uma abertura na forma de (furúnculo) tumor, saiu e caiu onde ele estava a dormir e ao acordar, se deparou com o lápis. Quando gritou, pensamos que fosse a ponta afiada mas ao nos aproximarmos, era uma metade do lápis que estava no braço do nosso filho durante 9 meses; fez uma ferida, mas graças a Deus a ferida está a curar. Após termos agradecido, fomos à casa da família da menina mostrar o lápis e eles ficarão admirados com o milágre.

Passamos a relatar algumas ocorrências:

– Um casal de vizinhos, que viviam separados dentro de casa, chegando ao ponto de cada um confecionar a sua própria refeição, após serem encaminhados, com o recebimento de Johrei, vivência da flor e limpeza em casa, o conflito foi ultrapassado. Tornaram-se frequentadores e conheceram a Sede Central, agradecendo com um donativo;

– Um menino de 14 anos que sofria de epilepsia, caía mais de 10 vezes por dia durante um ano; com a assistência religiosa a partir da nossa Rede de Salvação, o menino melhorou e os pais tornaram-se frequentadores da nossa igreja;

– Uma vizinha que a filha havia desaparecido há mais de 10 dias, com a assistência religiosa, Johrei e vivência da flor, a filha apareceu, a mãe agradeceu com um donativo e tornou-se frequentadora;

– Antes da abertura da Rede, vivíamos muitas dificuldades financeiras, fazendo com que os filhos não terminassem o ano lectivo, devido ao pagamento das propinas; graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama, essa situação foi ultrapassada e a maior parte deles estão a estudar, sem problemas.

Com esta experiência de fé, aprendi que é possível sermos felizes levando a felicidade para as outras pessoas.

Agradeço a Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados, por conhecer este caminho da Salvação.

Muito Obrigado!                                                

António Faustino Mucolu

83 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário