“… quando cuidamos dos nossos antepassados através dos cultos mensais acumulados e fazemos feliz o nosso próximo, tudo volta para nós…”

🙎🏿‍♀️Marcela Pedro Manuel Paixão | Região Centro Sul- Johrei Center Pacavira ( Rio Seco)

📍Província de Luanda

🇦🇴ANGOLA

Sou membro e dedico no grupo Sol. Conheci a Igreja Messiânica por intermédio do meu irmão.

Os motivos que estiveram na base do meu encaminhamento foram: doenças, conflitos e pobreza. Quanto à doença, sofria de infecção pulmonar durante 2 anos, frequentei hospitais e não tive solução. O meu irmão, vendo o meu sofrimento, levou-me para o Johrei Center do Sambizanga.

A experiência de fé que passo a relatar para os irmãos está relacionada com a preparação do culto às almas dos antepassados e a distribuição da flor, além de cuidar dos cultos dos espíritos e das linhagens.

Após ter participado do culto Mensal do mês de Outubro na Sede Central, onde o Presidente orientou distribuir pelo menos uma flor por dia como preparação do culto às almas dos antepassados, na unidade religiosa reunimos com a responsável, onde cada um tinha que ter uma meta a atingir até ao culto. Pensei dentro de mim: “Meu Deus e Meshu-Sama, todos os anos eu distribuo 300 a 400 flores, mas este ano tenho que comprar oferendas para fazer os cultos das linhagens e dos antepassados e não tenho muito. Por favor, do pouco que eu me alimentar, vocês também vão se alimentar. Vamos assumir o compromisso de 200 flores.”

No primeiro dia, comprei 50 flores, fiz abertura de casas e prestei assistência aos frequentadores com Johrei. Ao chegar em casa, recebi uma recarga do Zap enviada por uma sobrinha. Na segunda semana, comprei novamente 50 flores, voltei para as casas abertas anteriormente e, ao retornar para casa, recebi uma oferta de 20 mil kwanzas e uma medicação, pois ela percebeu que eu estava a purificar. Materializei um donativo especial.

Na terceira semana, ao completar 150 flores distribuídas, recebi no final da marcha meio saco de bombó e produtos do campo. Na quarta semana, abri uma casa e prestei assistência. É de realçar que nos arredores da minha casa não aceitavam receber flores, mas naquele dia receberam todas as flores e abri uma casa onde encontrei um menino a purificar; com a assistência, o menino recuperou satisfatoriamente.

No final daquele dia, fui à apresentação da minha sobrinha e tive a permissão de participar do encontro. Recebi valores como tia paterna da noiva, tirei o dízimo e construção dos valores recebidos. No último culto das linhagens realizado no dia 30/11/23, depois da preparação com limpeza, encaminhamento e donativo especial para elevação espiritual, no regresso à casa, chegou meu sobrinho que me surpreendeu com um fogão novo e mais 5 mil kwanzas.

Como preparação do natalício do Messias Meishu-Sama, comecei a purificar com dores de ouvido no dia 16. Saí para marchar, e o meu irmão, no regresso da assistência religiosa, ofereceu-me 10 mil kzs, e um sobrinho ofereceu-me 2 mil. Fiz os meus donativos correctamente.

Aprendi que quando cuidamos dos nossos antepassados através dos cultos mensais acumulados e fazemos feliz o nosso próximo, tudo volta para nós.

O meu compromisso é dar continuidade à prática do bem. Faço dízimo, donativo de construção e tenho a horta caseira.

Muito obrigada!

39 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário