“…é preciso sermos obediente e dar importância a fé que praticamos…”

 

🙎🏿‍♀️Lala Neto Afonso- Johrei Center da Trindade

🇸🇹 São Tomé e Príncipe

Sou membro dedicante na unidade acima mencionada, residente em Cruzeiro cidade da Trindade, distrito de Mé-Zóchi.

Conheci a Igreja Messiânica Mundial de S. Tomé e Príncipe em Fevereiro de 2010, encaminhada por uma membro que é enfermeira e que tivera ministrado johrei no meu filho e no meu irmão mais novo que se encontravam internados no Hospital Central Dr. Ayres de Menezes e ocorreu milagre. Isso porque os problemas que eles enfrentavam desapareceram por completo. Fruto da melhoria dos dois, passeia a frequentar a Igreja, que evoluiu para tornar-me membro em 2011 e também ser utilizada por Deus e Meishu-Sama de fazer as outras pessoas felizes. Embora vivendo esse grande milagre na altura, mantinha em mim a dúvida quanto a Divindade do Messias Meishu-Sama. Porém, em pouco tempo, Meishu-Sama deu-me a certeza de que Ele é realmente o Messias.

Como antes de conhecer a fé messiânica eu vivia em constante conflito com um vizinho e este jurou que iria perseguir-me até que eu iria abandonar a minha residência. Sendo ele uma pessoa temida na zona por todos, porque era possuidor do livro de S. Cipriano, este senhor sempre me ameaçava dizendo: Podes esperar, o que é teu está guardado.

Apesar de essas ameaças deixar-me com medo referido do senhor, mas nunca me curvei para ele. Para minha surpresa, depois de receber o meu Sagrado Ohikari a situação inverteu, pois ele é que passou a ter medo de mim e isso, eu soube através de uma das minhas vizinhas que me confidenciou. O tal senhor dizia a toda gente que não sabe o que eu tenho, porque quando me vê sente muito medo. Algum tempo depois, ele pediu aos filhos para lhe tirar do local onde vivia dizendo-os que, se não fizer isso mais rápido, ele iria morrer.

Vivenciando isso, a dúvida quanto a Divindade de Meishu-Sama caiu por terra, abracei com convicção a Sua Obra e através do johrei e de outras práticas básicas, passei a trilhar a minha caminhada na fé com os seus altos e baixos até agora.  

A experiencia de fé que vou compartilhar com os senhores tem a ver com a preparação para o culto anual as almas dos antepassados, despertar para abraçar donativo dirigido a construção da Sede Central Altar e Liturgia e o baptismo da minha última filha no culto do Natalício de Meishu-Sama.

No âmbito da preparação ao culto as almas dos antepassados, recebemos tarefa de aprofundarmos no desafio de orações matinais nas unidades religiosa, distribuição de flores de luz com encaminhamento na porta da unidade e a partir das assistências religiosas, visitando casas de membros, frequentadores e pessoas assistidas. Abraçando a orientação, intensifiquei a minha frequência na unidade religiosa e também na nossa Sede Central. Na unidade passei a ter mais oportunidade de encaminhar pessoas e distribuir flores, ministrar johrei e fazer limpezas na unidade e as assistências religiosas nas casas. E na Sede, sempre que era convocado os fiéis para alguma actividade, por unidades religiosas, por grupo de cada área de expansão eu fazia esforço de estar sempre presente e também levava as pessoas que estou acompanhar, em especial os meus filhos e participávamos afincadamente nessas dedicações. E também preparava o meu donativo especial para aquele dia.

Como sou dona e gerente de um salão de beleza e também faço negócio da venda de roupas de fardo no mesmo local. Nesse período da preparação para o culto anual dos antepassados, movido pelo compromisso acima mencionado, por diversas ocasiões fechava as portas de salão e ia participar nas dedicações programadas. Esta mudança da rotina nas minhas actividades de negócio despertou a atenção dos meus clientes ao ponto de alguns passarem a comentar que passei a morar na Igreja e mesmo ouvindo esses sussurros, a minha rotina continuava.

Permitam-me realçar o seguinte: tenho um filho que, por motivo de acidente de viação que sofrera, esta em Portugal em tratamento médico. Naquele período, ele iria ser submetido a uma operação melindrosa que consistia na recuperação de um dos seus braços que sofrera grave lesão naquele acidente que tivera. Essa intervenção cirúrgica estava condicionada a recuperação ou a perca total da mobilidade de ambos braços. Mediante esse facto, em momento algum a preocupação com estado de saúde do meu filho, levo-me a suspender a minha dedicação e ficar apegada ao que iria acontecer nesta operação. Sinto que, a conquista desse meu estado de espírito, se deveu as orações, a prática dos donativos, (diário, dizimo e de agradecimento pela purificação do meu filho e da construção dirigida a nossa Sede Central. Felizmente, pela graça de Deus e Meishu-Sama, a cirurgia que o meu filho fora submetido com duração de 3 dias, teve um final que deixou marca muito positiva na equipa que conduziu essa operação. Ele se encontra na fase te recuperação e a conquista do resultado preconizado, que segundo o médico que o acompanha, será de um período prolongado.

E também dizer que, da minha parte do pouco tempo que tinha disponível para abrir o salão, os clientes sempre apareciam para serem atendidos o que me permitia ganhar dinheiro e algumas vezes, mais do que nos dias que passo todo tempo com salão aberto.

Finalmente, no dia do culto anual as almas dos nossos antepassados, sai da Sede feliz e agradecida por ter concretizado o meu compromisso de preparação e participação desse culto com a materialização do meu donativo especial para esse acto. E ainda mais, com a consciência despertada para abraçar a construção do Altar e da Liturgia do templo da nossa Sede Central, com um donativo especial de 25.000,00 dobras equivalente a 1.000 euros. Movido por este sentimento, uma semana depois, dei abertura a esse compromisso, materializando o meu 1º donativo de construção dirigido para esse fim.

Milagres vivenciados após essas dedicações:

Com aquisição de um terreno

Como o meu salão de beleza, ocupa espaço físico pertence a meu falecido irmão e mesmo pagando uma renda mensal, de um tempo a essa parte, tenho notado manifestação de desagrados dos seus herdeiros com a minha permanência nesse espaço lançando algumas vezes ameaças, para forçar a minha saída do lugar. Perante a situação, decidi procurar outro lugar de preferência no centro de Cruzeiro para manter os meus negócios. Infelizmente, já tem 15 anos que venho fazendo contactos para encontrar um terreno e desocupar o do meu falecido irmão. E mesmo não tendo sucessos, nunca desanimei e nem deixar de confiar na actuação de Deus e Meishu-Sama, para alcançar esse objectivo.

Finalmente, no dia do culto de Natalício do Messias Meishu-Sama, acumulado com Outorga e baptismo do dia 17 de Dezembro de 2023, meu cônjuge me informou que alguém lhe contactou dizendo que tinha a venda um terreno num local bem posicionado e por sinal nas redondezas do bairro onde tenho salão (Cruzeiro) e se estaríamos interessados em o comprar. Quando ele me falou disso, inicialmente não acreditei uma vez que durante 15 anos mesmo tendo feito varais pesquisas, nunca encontrava espaço algum naquele bairro, será verdade?!

Depois do culto ao regressarmos para casa, durante o almoço comemorativo da cerimónia do baptismo da nossa filha, toquei de leve no assunto e para minha surpresa, ele me convidou para irmos no dia seguinte ver o espaço que estava a venda. Mais animada, aceitei a proposta e no dia seguinte fomos junto com o proprietário do terreno conhecer o espaço. Quando cheguei fiquei espantada pela localização, tamanho e demais aspectos que muito me facilitara naquilo que faço e decidi ficar com o terreno. O proprietário deu o seu preço e como achei-a confortável não perdi mais tempo. Depois de tratar das documentações, fechamos o negócio e com bênção do Supremo Deus e do Messias Meishu-Sama e apoio dos meus antepassados, consegui pagar o terreno. Digo-vos que já tenho meu terreno para construir dentro em breve um edifício de raiz, a altura para desenvolver os meus negócios. Sentindo que isso só foi possível graças à permissão recebida de Deus e Meishu-Sama de poder participar da construção do Altar e da Liturgia, fazendo o meu primeiro donativo de compromisso assumido com o desapego, no nível dos 25.000,00 (mil euros).

Com o baptismo da minha filha

Sou messiânica desde 2010 e nesse período de membro, tive três filhos que nasceram envolvidos na Luz do Messias. Entretanto, talvez por não ter despertado para importância do baptismo na nossa Igreja e ainda, receio de falar do assunto com o marido por não ser messiânico, não os baptizava na nossa Igreja até o recebimento de Shoko.

No ano passado, uma membro da unidade de que faço parte, despertou para baptizar o seu filho e me convidou a fazer o mesmo e como não dei importância ao seu convite, não movi para faze-lo. Porém, este ano ao tomar o conhecimento que se realizaria o baptismo no dia de culto do Natalício de Meishu-Sama, nasceu em mim o desejo de baptizar a minha filha, uma vez que ela tem 3 anos e seria a última oportunidade de batizala, tendo em conta a orientação da liturgia da nossa Igreja.

Comuniquei a intensão ao meu cônjuge e este, embora não sendo membro da Igreja concordou com a ideia e dei o primeiro passo comunicando a minha decisão a responsável da unidade, que por sua vez encaminhou o meu desejo para o sector da liturgia a fim de nos orientar nos procedimentos para o efeito.

Após termos feito a marcação do baptismo da nossa filha, a menina sofreu uma transformação em termos comportamentais, que a todos surpreendeu. Esta ficou irrequieta, rabugenta e respondia as pessoas de maneira grosseira. Também, começou a fazer as necessidades maior de qualquer jeito e em qualquer lugar onde se encontrava, deixando-nos irritados. Eram um comportamento muito estranho que levava-nos a interrogar a nós mesmos, o porquê dessa mudança. Algumas pessoas mais próxima de nós, ao perceberam isso, chamavam-nos atenção dizendo que ela estava com dêvê (dívida espiritual) e que seria aconselhável leva-la para médico tradicional (curandeiro), a fim de pagar o tal dêvê. Ouvia mas não valorizava esses conselhos mantendo-me ligados a fé que se liga ao Messias Meishu-Sama.

Buscando a Vontade de Deus por detrás dessa mudança de comportamento da minha filha, orava e entregava a situação nas mãos Dele, agradecendo e materializando donativo de gratidão pela purificação, através deste comportamento da menina. É de salientar que, uma semana antes da cerimónia do baptismo, a menina ao despertar da cama, pôs-se a pular e como consequência desequilibrou-se caiu e fracturou um braço. Ao leva-la para hospital, fomos atendida por uma médica que ao pergunta-la o que teria acorrido, a menina respondeu que pulou na cama até cair e partir o braço. Boquiaberta com a resposta da minha filha, a médica quis saber da sua idade e esta respondeu que tem 3 anos. Surpreendida, a médica disse que não era normal a reacção de uma criança dessa idade.

Estado comportamental da minha filha prolongou-se até no momento do baptismo ficando cada vez mais irrequieta, chorava e contorcia parecendo alguém que estava passando por algo que lhe incomodava e mesmo nos braços da sua madrinha, pessoa com a qual ela sempre se deu bem, não conseguia mante-la. Apesar disso ela foi baptizada junto com as outras crianças, numa cerimónia de apresentação a Deus e Meishu-Sama conforme rege o significado do baptismo na nossa Igreja.

Terminando o acto e posta em casa, a menina ficou calma, deixou de chorar, passou a conviver com toda gente e aceitando o colo das outras pessoas com muita alegria. Esse gesto despertou mim atenção, para reflectir sobre o que tivera acontecido e cheguei a conclusão que, pelo baptismo, algo de muito significativo ocorrera com apresentação da nossa filha a Deus e Meishu-Sama nessa cerimónia.

Aprendi que é preciso sermos obediente e dar importância a fé que praticamos. Aprendi também que, o baptismo que parece ser uma coisa muito simples, tem um significado que está fora das nossas percepções. E sinto no dever de aconselhar aos meus irmãos para a valorização dessa cerimónia na nossa Igreja, a Messiânica.    

Agradeço ao Supremo Deus e ao Messias Meishu-Sama pela oportunidade que me deu junto com os meus antepassados para sermos utilizados nessa grandiosa Obra da Construção do Paraíso Terrestre e Salvação da Humanidade.

A todos que escutaram esse relato de fé o meu muito obrigado.

32 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário