O Nascimento do Novo Mundo

Eu sempre afirmo que a Igreja Messiânica não é apenas uma religião. A religião é uma parte da Igreja Messiânica. Então, qual seria a denominação apropriada? Na verdade, a mais adequada seria “Construtora do Novo Mundo”. Entretanto, como isso pareceria o nome de uma empresa construtora, escolhi chamá-la, por enquanto, Igreja Messiânica.

Seu projeto consiste em promover o progresso e o desenvolvimento da cultura, conciliando as ciências materialista e espiritualista. Sabemos que a cultura alicerçada na ciência avançou e, ainda hoje, continua avançando velozmente, ao passo que a cultura espiritualista, que é a religião, caminha lentamente. A religião pouco progrediu desde seu surgimento há alguns milhares de anos, quando a cultura estava em seu estágio inicial. Isso explica a grande distância que surgiu entre ela e a ciência. Como resultado, esta última veio a destacar-se, e a parte espiritual distanciou-se, a ponto de desaparecer da nossa vista. Por fim, o ser humano ignorou o espírito e, chegando a convencer-se de que somente a ciência representa a cultura como um todo, ajoelha-se diante dela e se satisfaz com sua condição de escravo. Esta é a situação do mundo atual. Por acaso, o ser humano não dá provas disso entregando, sem nenhuma preocupação, nas mãos da ciência, o que ele tem de mais precioso, que é a vida? Embora a ciência de fato não lhe garanta a vida, o homem contemporâneo não percebe isso e continua depositando-lhe cega confiança.

Deus compadeceu-se dessa cegueira e, através de mim, atualmente está procurando ensinar a humanidade, por meio dos fatos, que a vida não pertence à matéria, que ela é invisível aos olhos humanos, embora possua existência inegável e está sob Seu domínio. A melhor prova consiste no fato de que cada vez mais pessoas desenganadas pela medicina materialista estão sendo curadas pelo Poder Divino.

Surge, então, naturalmente, a seguinte dúvida: “Por que uma questão tão importante, que diz respeito à própria vida, permaneceu na obscuridade?” Imagino que isso ocorreu pela necessidade de impulsionar, até certo ponto, a cultura alicerçada na ciência. Tal acontecimento faz parte do Plano de Deus; é um fenómeno passageiro, próprio de um período de transição. Em relação a isso, Deus vai corrigir esse desequilíbrio e esclarecer o campo de atuação das ciências materialista e espiritualista. Assim, ambas acertarão os passos, progredindo e desenvolvendo-se para propiciar o nascimento de um mundo verdadeiramente civilizado. Em resumo, o velho mundo, que existiu até os dias de hoje, acaba aqui para que um novo mundo seja construído. Portanto, pode-se dizer que desempenho a função de parteiro desse nascimento.

30 de julho de 1952

Alicerce do Paraíso vol. 1

Título anterior: “Formação do mundo novo”.

267 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário